O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A temática envolvendo a depressão entre jovens brasileiros faz parte da sociedade moderna e é uma característica marcante da geração atual. Dentre tantos fatores relevantes, destacam-se os motivos que levam a gênese do problema e as consequências geradas pelo assunto. A doença é silenciosa e, muitas vezes, subestimada, capaz de apresentar risco à vida por ser incompreendida e pouco debatida.
No livro "Os sofrimentos do jovem Werther", o protagonista se mata no final da história devido a uma paixão platônica. Após lerem a obra, várias pessoas na Europa cometeram suicídio por identificarem-se com o personagem. Nesse cenário, relações amorosas revelam-se como fator contribuinte para a causa do problema, assim como questões envolvendo pressão social, preconceito, bullying, rotina de estudos e trabalho. Independente da origem da doença, a Organização Mundial da Saúde registrou em 2017, um aumento de 705% no número de quadros depressivos entre adolescentes, fato que afeta diretamente o setor de saúde do país.
Ademais, a depressão ainda é vista como frescura pela maioria da população, agravando, desta forma, as consequências da patologia. Sendo assim, movidos pela incompreensão social sobre o assunto, os jovens, muitas vezes, recorrem ao isolamento, mutilação, uso de medicamentos e, em casos mais extremos, ao suicídio. A falta de informação e debate sobre a temática pode influenciar, diretamente, para o fim de uma vida.
Portanto, fica evidente que medidas são necessárias para resolver o impasse. Assim sendo, é válido que o Ministério da Educação promova palestras nas escolas, para pais e alunos, ministradas por psicólogos, com o objetivo de esclarecer as possíveis causas da doença e os tratamentos indicados para indivíduos depressivos, além de também disponibilizar o serviço desses profissionais na instituição. Somado a isso, não só é importante que a mídia promova propagandas e novelas que incentivem o debate sobre a patologia, mas também é imprescindível que a instituição familiar estimule à criança a respeitar as diferenças que pode vir a encontrar na sociedade, sejam elas relacionadas a aspectos físicos ou psicológicos, contribuindo, assim, para a construção de uma nação justa e unida.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!