O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: EFEITOS DO BULLYING NA SOCIEDADE BRASILEIRA

O filme "Preciosa - Uma História de Esperança" narra a trajetória de uma jovem norte americana que, durante a década de 1990, sofreu muito com a prática de bullying. Entretanto, ao analisar a ocorrência desse tipo de discriminação na atual sociedade brasileira, percebe-se que essa não se restringe a uma determinada cultura ou ao passado. Dentre as causas dessa problemática no país, pode-se destacar as falhas no desenvolvimento moral dos indivíduos e a violência simbólica nas escolas.
Segundo o pensador Jean Piaget, as pessoas, durante o processo de desenvolvimento moral, passam de um estado de anomia (desconhecimento de regras e normas sociais) para um estágio de autonomia (conduta condizente com princípios éticos). Contudo, ao caracterizar o bullying como uma ação que ultrapassa os limites sociais, interferindo e denegrindo "espaços" alheios, nota-se que muitos jovens praticantes dessa hostilidade ainda não se desvincularam de suas fases anômicas. Dessa forma, é notória a importância que as famílias possuem na busca pela alteração dessa realidade, pois elas são as principais responsáveis pela formação moral dos adolescentes.
Além disso, é necessário o entendimento de que as próprias escolas possuem, de modo implícito, mecanismos facilitadores de certas atitudes discriminatórias. De acordo com o sociólogo Pierre Bourdieu, as instituições de ensino, ao promoverem métodos pedagógicos que valorizam apenas aqueles alunos que se destacam no desempenho escolar, marginalizam inúmeros jovens que, por inúmeros motivos, não alcançam os resultados social e educacionalmente aceitos. Logo, surge a violência simbólica, que, diferentemente, da violência explícita, como agressões físicas e verbais, está calcada em fatores institucionalmente aceitos, como é o caso das desigualdades sociais.
Dessarte, a prática do bullying na sociedade brasileira apresenta potencializadores tanto na formação individual quanto no ambiente escolar, sendo primordiais medidas que revertam esse cenário. Em primeiro lugar, urge que as escolas, públicas e privadas, por meio da convocação de pais e mestres e reformas nas ementas, realizem atividades que abordem o desenvolvimento moral dos jovens, bem como a importância da educação familiar para o pleno desenvolvimento da cidadania, o que impulsionará a autonomia desses e diminuirá as hostilizações. Ademais, cabe ao Ministério da Educação (MEC), por intermédio de parcerias com profissionais do ensino, a formulação de uma nova prática pedagógica nacional, que, além de se desvincular da violência simbólica, esteja preocupada com as diversidades sociais, atenuando, a longo prazo, a institucionalização do bullying. Assim, O Brasil terá cada vez menos histórias semelhantes a de Preciosa.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!