O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: Legalização do Aborto

A inexistência de politicas públicas reflete diretamente no aumento demasiado do aborto clandestino. Este fato acarreta em consequências imediatas na saúde da mulher pobre. Este panorama ocorre em virtude de Estado ineficiente que se ausenta de suas obrigações.
No presente século, o aborto ilegal tornou-se realidade na vida de muitas brasileiras, todavia, as consequências são maiores para aquelas que apresentam maior grau de vulnerabilidade social pois devido a má distribuição de renda e a não aprovação do Estado sobre o ato, a única alternativa que lhes restam é se entregarem nas mãos de qualquer um que ofereça a solução para o seu problema. Por conseguinte, correm o risco de sofrerem sequelas irreversíveis como: hemorragia, infertilidade ou a perda da própria vida. Esta situação comprova que o abortamento não regularizado afeta negativamente a vida da mulher pobre.
Segundo a teoria reformista populacional, nos países onde no qual o índice de saneamento básico é mais acentuado há o aumento de filhos entre os grupos sociais mais pobres, o contrário ocorre nos países desenvolvidos, em que a tendência do crescimento demográfico é diminuir consideravelmente. Um exemplo que comprova a veracidade deste fato, é a Rússia que após investir no básico para sobrevivência dos seus conterrâneos a consequência foi o decréscimo da natalidade. Diante disso, somos levados a acreditar que a teoria citada esta de acordo com a conjuntura atual.
Deste modo, é indubitável que optar pela Interrupção de uma gravidez é um problema de saúde pública. Sendo assim, para que este impasse seja solucionado, é fundamental que o Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão reformule o plano de investimento do Brasil, dando prioridade para os fatores de saneamento básico , saúde e , principalmente, a educação porque, de acordo com o pedagogo Paulo Freire, a sociedade não muda sem este fator primordial.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!