O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: Moradores de rua no Brasil- uma questão social
Segundo Z. Bauman, a falta de solidez nas relações sociais, políticas e econômicas é característica da modernidade líquida vivenciada durante o século XX. Analisando o pensamento do sociólogo polonês, essa realidade imediata perpetua-se com a realidade dos moradores de rua, e em detrimento da falta de políticas públicas eficientes e a falta de empatia para com o próximo efetiva-se como obstáculos no Brasil.
É incontestável que os aspectos governamentais estejam entre os principais causas do problema. O artigo 3 da Constituição Brasileira explana o dever estatal de construir uma sociedade livre, justa e solidária, garantindo o desenvolvimento nacional. No entanto, segundo os últimos dados, um dos fatores que mais levam as pessoas a morar nas ruas é a falta de acesso à serviços públicos e direitos básicos. Além disso, a persistente desigualdade, a distribuição desigual de terras e a pobreza em escala global contribuem para a persistência dessa realidade trazendo consequências para a sociedade.
Da mesma forma, evidencia-se a falta de compreensão dos indivíduos entre si como impulsionador do problema. Segundo Michel de Montaigne, a mais honrosa das ocupações é servir o público e ser útil as pessoas. Contudo, de maneira correspondente a afirmação do filósofo, a atuação produtiva à sociedade encontra-se distante no país, uma vez que pessoas a situação tornaram-se invisíveis. Nem o governo, nem a população "enxergam" esse grupo que contém aproximadamente 50 mil pessoas, justamente por elas estarem na rua, sem ao menos procurar saber um pouco da sua história ou seus motivos para estarem lá. Portanto, pensar um pouco nessas pessoas e não esteriotipá-las tanto como bandidos pode ser um bom começo.
O combate à liquidez citada inicialmente a fim de conter essa realidade deve ser efetivo. Sendo assim, o Governo deve criar um comitê intersetorial para trabalhar com essa população, levando em conta os aspectos da justiça, saúde, moradia e educação, promovendo a inclusão desse grupo. Aliado a isso, ONG's em parceria com as igrejas e ou com a mídia podem fazer campanhas de arrecadação de alimentos, roupas e utensílios para essas pessoas, a fim de trazê-los um pouco de felicidade. Assim, construiremos um Brasil melhor.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!