O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: Publicidade infantil em questão no Brasil
É comum vermos comerciais direcionados ao público infantil. Com a existência de personagens famosos, músicas para crianças e parques temáticos, a indústria de produtos destinados a essa faixa etária cresce de forma nunca vista antes. No entanto, tendo em vista a idade desse público, observa-se que as crianças se tornam reféns da nova era digital, gerando grandes impasses para aqueles que os cercam.
A principio, há quem duvide da capacidade na qual os meios de comunicação avançam. Comerciais como por exemplo o "compre batom" que induziam crianças a pedir aos pais para terem aquele produto de qualquer forma. Publicidades como essa faz com que reflitamos em como propagandas induz crianças a querer determinado produto, sem possuir nenhuma organização que controle esse tipo de temática social.
Vale destacar que o marketing infantil cresce em um nível exorbitante. E muitos pais não sabem como controlar o desejo do seu filho em possuir de qualquer maneira aquele objeto, pois assim como as crianças os seus responsáveis, na maioria das vezes, não possuem informações do que esse "desejo de ter" pode acarretar no futuro, o que dificulta a família entrar em um acordo com o menor já que o Brasil não possui leis de autorregulamentação.
Portanto, para que a publicidade infantil seja amenizada em relação às crianças que se sentem pressionadas a querer determinado objeto influenciado pela mídia, é preciso que ONGs em parceria com o conselho pedagógico das instituições escolares se mantenham cada vez mais engajadas a acolher os pais para políticas públicas de reeducação familiar, explicando como o seu comportamento em relação ao consumo pode prejudicar no futuro. Além disso, a CONAR deverá fiscalizar todos os meios de comunicação infantil, a fim de melhorar esse cenário. Com essas medidas alcançaremos o verdadeiro panorama para controlar a publicidade infantil.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!