O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

AUMENTO DA TAXA DE CRIMINALIDADE ENTRE OS JOVENS BRASILEIROS


Em sua obra "Capitães de Areia", Jorge Amado retrata a vida de um grupo de jovens que, sem perspectivas de vida, aderem ao mundo do crime como uma alternativa de sobrevivência. Fora da obra, a criminalidade entre os jovens é uma realidade no contexto social brasileiro e encontra-se em uma crescente. Assim, faz-se indispensável uma cautelosa discussão a fim de enfrentar essa nova realidade com uma postura crítica.
A priori, é preciso entender as causas que tangem diante à problemática. Nesse sentido, de acordo com uma pesquisa feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o tráfico de drogas é o crime mais cometido entre os jovens no Brasil. Logo, é possível perceber que o sistema educacional brasileiro não cumpre sua função social de formar e inserir o jovem no mercado de trabalho que, sem alternativas, olha o tráfico como uma oportunidade de crescimento e ascensão social. Outrossim, as desigualdades sociais e a inexistência de políticas públicas para reverter esse cenário contribuem para o aumento da criminalidade entre os adolescentes no país.
É importante ressaltar, ainda, o tratamento dado a esse jovens. Dessa forma, o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) surge com o objetivo de ressocializar o adolescente para que ele reingresse na comunidade. Entretanto, problemas estruturais, a ineficácia de projetos que reintegre o indivíduo na sociedade a até mesmo ausência de unidades de tratamento em todo o território nacional dificultam a reeducação e ressocialização do infante, já que os adolescentes obtém essas medidas e em seguida cometem novo ato infracional.
Torna-se cristalino, portanto, medidas que transformem esse cenário hostil. Para isso, o Governo Federal deve destinar maiores recursos ao Ministério da Educação e este deverá investir massivamente em cursos integrais. O alvo desses cursos são alunos do ensino primário e secundário, além dos jovens que cumprem penas casas de punição. Tais cursos devem ser divididos em aulas extras curriculares, além de aulas voltadas ao ensino profissionalizante, tais como informática e economia. Além disso, deverá investir na reforma e construção de unidades de tratamentos, para que o programa possa atingir todo o território nacional. Dessa forma, criando um ambiente favorável ao jovem e preparando-o para o mercado de trabalho será possível controlar a criminalidade juvenil.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!