O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

"Tema: "Como estão se construindo as relações familiares do século XXI?"

O Iluminismo - período conhecido como o Século das Luzes - marcou a ruptura com o pensamento teocêntrico, quebrou paradigmas e transformou as convenções sociais vigentes. Na contemporaneidade, não obstante o contínuo processo evolutivo, o déficit do sistema educacional brasileiro e a forte influência de preconceitos arraigados na sociedade impõem obstáculos a construção de relações familiares que atendam os anseios do homem do novo milênio.
Segundo as ideias de Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de agir e de pensar. Sendo assim, em oposição aos grupos conservadores, tais como a bancada evangélica, a qual atua em resistência à atualização das normas legais, uma parcela do corpo social, sob o apelo do modelo econômico, das evoluções tecnológicas, das descobertas da medicina e dos avanços dos direitos e garantias individuais, em busca do reconhecimento civil das relações homoafetivas, redefine comportamentos e se contrapõe a singularidade do esteriótipo cultural da família tradicional (homem, mulher e filhos).
Ademais, Immanuel Kant nos diz, "o homem é aquilo que a educação faz dele". Desse modo, o atual processo educativio, ao não contemplar a formação integral do educando, fato agravado com a implementação do novo ensino médio, o qual privilegia disciplinas específicas (português e matemática), limita o debate desse e de outros temas polêmicos. Nessa perspectiva, produz a massificação do pensamento, a perpetuação das estruturas de poder e domínio e, consequentemente, potencializa a exclusão e o preconceito, aumentando as situações de risco social para os indivíduos que reivindicam as mudanças em relação aos padrões conservacionistas.
Portanto, a fim de conciliar os interesses dos grupos progressistas e conservadores, no que tange à constituição e regulamentação das relações familiares do século XXI, é necessário que as associações comerciais, industriais, sindicatos, ONGs e escolas promovam seminários, conferências e projeto que abordem essa temática. Tais ações objetivam formar cidadãos com pleno desenvolvimento cognitivo, biopsicossocial, críticos, atuantes e capazes de propor as mudanças comportamentais, legais e sociais, as quais desencadearão a construção de uma sociedade mais harmoniosa, equânime, justa e que respeite a individualidade e a liberdade de expressão.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!