O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: Os perigos das fake news na era da informação.

O livro "Admirável mundo novo" mostra que em um mundo tecnológico a informação não era negada a população, porém os indivíduos adoravam a opressão que a tecnologia trazia porque ela desfazia a capacidade de pensar. Contudo, por mais que o assunto seja abordado o mesmo problema persiste na pós-modernidade. Nesse contexto, é necessário analisar como o fácil acesso a informação e a busca por ganhos políticos dificultam o combate ao impasse.
O fácil acesso a informação é um dos principais responsáveis pelos perigos das fake news atualmente. Com o início da globalização, em 1970, a utilização de artigos tecnológicos que prometiam facilitar a vida das pessoas se tornou cada vez mais comum. Dessa forma, o acesso a notícias, através desses produtos, se tornou muito mais simples e ilimitado fazendo com que a população use-a de modo incorreto, tomando como verdade absoluta tudo que encontra online.
Além disso, nota-se que a busca por ganhos políticos também é responsável pelo problema. Isso porque grande parte das fake news são sobre política, no intuito de coagir os eleitores ou difamar seus concorrentes. A disputa política começa pelo controle da informação com a finalidade de fazer a população viver sob suas determinações. Por exemplo, depois do assassinato de Mariele Franco, notícias falsas foram disseminadas a seu respeito tendo em vista mudar sua reputação.
Portanto, medidas são necessárias para o combate das fake news na era da informação. Inicialmente, o MEC em parceria com as escolas deve estabelecer palestras de educação digital para pais e alunos, visando a disseminação de conhecimento sobre como lidar com o mundo tecnológico desde cedo. Somando-se a isso, é preciso que o Poder Legislativo crie uma lei mais específica incriminado a divulgação de notícias falsas ou incompletas, com o intuito de intensificar a punição. Dessa forma, é possível combater o impasse no país.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!