O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

O sociólogo Émile Durkheim, retratava a sociedade como um organismo biológico vivo, onde, se algo funciona mal o corpo entra em colapso. Logo, para a conjuntura harmônica do corpo social, é necessário que a nação seja igualitária e coesa, com todos os direitos dos cidadãos garantidos. Contudo, ao analisar a defasagem na saúde pública do país, percebe-se que seja pela falta de saneamento básico ou a questão governamental e sua aplicação, essa problemática representa um risco a pátria em desenvolvimento.

A princípio, destaca-se o livro "O Cortiço", de Aluísio Azevedo, onde, é mostrado à vida de moradores de um cortiço, que vivam com a falta de saneamento básico, gerando foco de doenças e propiciando animais vetores de enfermidades. Sob esse viés, verifica-se que o cenário de iniquidade no país, corrobora para o aumento de doenças, e consequentemente, contribuirá para a lotação dos centros de atendimento de saúde. Haja vista que, segundo o censo do IBGE de 2017, aproximadamente, apenas 50% da população do país é atendida por redes de esgoto.

Outrossim, é válido ressaltar a questão governamental e sua aplicação no país como propulsores dessa vicissitude. Consoante a Constituição Federal de 1988 - lei fundamental suprema do Brasil- é assegurado a todos os brasileiros a saúde de qualidade. No entanto, é possível perceber que isso não ocorre, devido à gestão ineficaz e insuficiência de investimento do Poder Público, o que torna o ambiente debilitado para tal demanda. Por conseguinte, é evidente a falta de medicamento, médicos, de estruturas físicas adequadas e as enormes filas de atendimento.À vista disso, é irrefutável a necessidade de mudanças no país para reverter tal contexto.

Fica evidente, portanto, que a atual saúde pública do Brasil representa um risco e precisa ser transformada. Desse modo, cabe aos Governos Estaduais, em parceria com o IBGE, mapear os locais com menor saneamento básico e propiciar a rede de esgoto, tratando com prioridade, a fim de diminuir as doenças causadas por esses focos. Ademais, cabe ao Poder Público, o maior investimento na saúde, como também a melhor gestão e fiscalização desses recursos, com a manutenção, construção de locais adequados, contratação de mais médicos, na intenção de que o direitos dos brasileiros sejam efetuados na prática. Assim, com essas ações somadas no presente, poderá se modificar todo o futuro do país.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!