O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema : Os limites da liberdade de expressão

A Reforma Protestante foi um passo decisivo para a sociedade ocidental. No entanto, seu alcance não restringiu aos aspectos eclesiásticos, mas também na liberdade de pensamento e expressão. Por isso, hoje, o poder de discernir e transmitir ideias é amplamente notório. E nessa perceptiva, vê-se a todo momento discursos de ódio, racismo e homofobia. Logo, é de fundamental relevância discutir os limites dessas condutas na contemporaneidade.

Com o avanço da globalização, o fluxo de informações está cada vez mais rápido. As chamadas ¨redes sociais¨, como Facebook, twitter ou Instagram faz uma publicação ser vista por milhares de pessoas em poucos segundos. Entretanto, esses mecanismos é uma porta aberta para ataques aos direitos humanos. Segundo uma pesquisa feita pelo jornal O Globo, dos três mil ¨posts¨ analisados, 84% deles abordam negativas de discriminação e preconceito. Exemplo disso, é o caso que aconteceu com a atriz Taís Araújo, onde, a mesma foi vítima de ataques racistas na internet, após postar uma foto de seus cabelos cacheados. Além do mais, na internet a pessoa pode publicar de maneira anônima, dando mais liberdade para poder falar o que quer.

Em víeis, a constituição federal permite a manifestação de pensamento, criação e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo utilizado. Com isso, atualmente, devido a esses tipos de ideias consideradas contra o politicamente correto, punições como multa e reclusão para quem pratica, difundi ou incita a discriminação por meio de comunicação social, já são realidades e previstas na Comissão dos Direitos Humanos.

Em suma , conclui-se que a liberdade de expressão apesar, do seus efeitos obscuros, é importante para o progresso social. Contudo algumas medidas necessitam ser implementadas para que seu pleno exercício seja garantido à toda população brasileira. Primeiramente, é necessário uma luta mais engajada no combate à intolerância, para isso o Ministério da Educação deveria estipular que todas as escolas aprofundem mais em temáticas sociais, especializando professores de sociologia com cursos de capacitação e aumentando a importância das feiras educativas. No mais, cabe ao governo juntamente com os órgãos responsáveis pelas redes sociais um maior vistoriamento, dessa forma, casos de discriminação por pessoas anonimas serão definitivamente resolvidas. Dessa maneira, assim como foi logo após a Reforma Protestante, caminharemos em prol de um movimento tão importante para a humanidade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!