O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: SUSTENTABILIDADE
Nos primórdios, a espécie humana vivia exclusivamente da interação com a natureza, através da caça e da pesca. Após o maior conhecimento sobre o ambiente, o ser humano passou a alterá-lo cada vez mais. Assim, a partir da Revolução Industrial até a atualidade, a extração intensificada dos recursos naturais ameaça não apenas a natureza mas a própria existência humana. Dessa forma, o exercício ético e o consumo consciente da população é necessário para o alcance da sustentabilidade.
Em primeira análise, o comportamento insustentável evidencia o distanciamento da sociedade para a preservação. Apesar da difusão do discurso de sustentabilidade, as práticas da população mundial continuam numa escala de exploração de como se os recursos naturais fossem infinitos. Continua-se a alcançar tecnologias para o prolongamento da vida humana, entretanto não se tem consenso para reverter os impactos ambientais causados pelo próprio homem. Esse paradoxo tem como causa a mentalidade da não relação de dependência do homem com a natureza e do poder predatório do homem. Como exemplo, cita-se a saída dos EUA do Protocolo de Paris, decisão que pode ter grandes consequências sobre a condição climática do planeta e da vida humana. Como consequência, se tem a escassez de recursos e desequilíbrios ambientais.
Em segunda analise, destaca-se o consumo desenfreado e irracional. Segundo Milton Santos, o consumismo é o novo fundamentalismo, cada vez mais produtos são vendidos, gerados, mais recursos naturais são explorados e com isso, a sociedade caminha em direção oposta ao desenvolvimento sustentável. A fabricação de objetos de desejos pelas empresas e o incentivo a obtenção de produtos desnecessários revela o desequilíbrio entre o consumo e a preservação na sociedade. Isso ocorre devido ao sistema capitalista, onde o principal objetivo é o crescimento econômico e o expansionismo. Como exemplo se tem as embalagens desnecessárias de produtos que são vendidos nos mercados, casos como plásticos que embrulham frutas que possuem cascas mostram o descuido da indústria com os impactos negativos no ambiente. Esse consumo inconsciente afeta o princípio ético do não comprometimento dos recursos naturais das futuras gerações.
É evidente que a conscientização e a postura ativa da população na práticas sustentáveis é a solução para reverter os danos na natureza portanto, é necessário que o MEC implante a educação ambiental, por meio de aulas e projetos sustentáveis como seleção de lixo, reciclagem e projetos de arborização feitas pelos alunos nas próprias escolas, para desenvolver o habito sustentável nos jovens. O IBAMA deve efetivar as leis ambientais para crimes ambientais, por meio de fiscalizações e multas, para que se possa alcançar o desenvolvimento sustentável nas empresas. Além das prefeituras incentivarem o consumo consciente, por meio de descontos em contas públicas, como IPTU, para os cidadãos que reduzirem o uso de energia, luz e praticarem a coleta seletiva. Dessa forma, os recursos naturais serão suficientes para muitas gerações.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!