O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

No conto Pinóquio, lançado em 1940, o boneco de madeira tem uma peculiaridade: ao contar um mentira tem o aumento de seu nariz. Nesse contexto, diferentemente do que ocorre com Pinóquio, as Fake News não são visualmente perceptível e é preciso uma leitura com um pouco de conhecimento para comprovar a veracidade da informação e, devido a isso, representam um perigo para a sociedade, não só por denigrir a imagem do indivíduo, mas também por representar uma ameaça à democracia.
A priori, as Fake News oferecem riscos a toda sociedade, devido a associação de pessoas anônimas ou famosas à notícias falsas cujo tema é, geralmente, polêmico e causa denigrição da imagem do cidadão. Nesse contexto, essa vinculação corrobora a ideia do filósofo Bertrand Russel de que o mundo se tornou mais parecido com o de Maquiavel, não se importa o meio desde que atinja o objetivo. Assim, associa-se o uso da imagem ao interesse do autor das pós verdades em obter visualizações e, consequentemente, ganhos financeiros e, por isso, utilizam temas como o uso de drogas, violência, ou a figura de famosos, pois desperta o interesse do público leitor e, assim, obtém o objetivo: maior alcance e maior lucro.

Ademais, as pós verdades oferecem risco a democracia, uma vez que o direito à informação verídicas é direito do cidadão. Sobretudo, em época de eleições as Fake News ganham força, seja para destruir um candidato ou partido, seja para persuadir o voto da população, como o que ocorreu nos Estados Unidos e resultou na eleição de Donald Trump. No Brasil, por exemplo, já houve a exposição do governo do povo frente a uma inverdades, em 1937, o Plano Cohen - falsa notícia sobre uma possível tomada de poder pelos comunistas -deu início ao autoritarismo de Getúlio Vargas, conhecido como Estado Novo. Dessa maneira, torna-se evidente que as notícias falsas podem dar um novo rumo ao governo, não só por ferir o direito do povo, mas por persuadir o voto e, ocasionar na não eleição de um candidato mais próspero, sendo assim, é uma ameaça à democracia.
Infere-se, portanto, que as falsas notícias não só coloca em risco a imagem do indivíduo, mas também expõe a forma de governo popular. É necessário que o poder Legislativo aprimore as leis para punir tanto os autores das inverdades, quantos os propagadores, com intuito de minimizar a veiculação e forçar a sociedade a verificar a veracidade das informações. Cabe ainda a parceria do Ministério da Educação com as redes sociais, para que promovam educação virtual, com palestras e distribuição de cartinhas, a fim de ajudar a população a identificar as Fake News.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!