O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: Caminhos para prevenir o suicídio entre os jovens no Brasil

O suicídio é, possivelmente, a ato mais íntimo e subjetivo que um ser humano pode cometer. Todavia, o combate à essa prática entre os jovens brasileiros está distante de ser eficaz, uma vez que o suicídio ainda é tema tabu em diversas esferas sociais, o que inviabiliza a sua prevenção. Nesse sentido, ações são necessárias à compreensão do tema enquanto questão de saúde pública e de preservação da vida.
Em primeiro plano, diferentemente do que apregoa o senso comum, discutir o problema é uma boa estratégia para combater o suicídio. A esse respeito, o medo do chamado efeito Werther, referência ao livro "Os Sofrimentos do Jovem Werther", escrito por Goethe e publicado em 1774, costuma fazer com que as pessoas não abordem mais sobre o assunto. No entanto, essa ideia de que falar sobre suicídio pode induzir as pessoas a fazerem o mesmo não tem fundamento, visto que abordar sobre esse tema de maneira certa pode orientar muitos indivíduos que estão passando por um sofrimento psicológico e não veem como sair disso. Desse modo, enquanto a falta de diálogo for a regra, a prevenção ao suicídio será a exceção.
De outra parte, a falta de vontade de viver não deve ser vista e julgada como um ato de desistência, mas como um problema de saúde que pode e deve ser prevenido. Nesse viés, a melhor forma de fazer isso é por meio da escuta e da promoção do autoconhecimento, e é justamente para tentar suprir essa necessidade que foi criado o Setembro Amarelo. De acordo com a OMS, é possível prevenir 90% dos casos se houver condições de oferecer ajuda. Dessa maneira, é fundamental ouvir com atenção e respeito, sem julgamento ou censura.
Dessarte, o combate ao suicídio entre os jovens deve ser realidade no Brasil. É imperioso, portanto, que se implemente uma ação conjunta: o Ministério da Saúde deve ser incisivo garantindo o acesso irrestrito a informação, por intermédio de campanhas nas mídias e fóruns nas comunidades, com o fito de evidenciar o tema de modo a torná-lo comum em esfera nacional. Por sua vez, os indivíduos podem realizar debates que abordem o suicídio como questão de saúde pública, por meio de discussões nas mídias sociais, com urgência, a fim de romper com as barreiras de tabu e preconceito.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!