O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

No que se refere a intolerância religiosa na sociedade brasileira, é possível perceber que a mesma faz-se cada vez mais presente. Tal fator pode ser observado quando inúmeros praticantes religiosos são confrontados diariamente por outros indivíduos que os julgam errados. Neste contexto de discriminação, há dois fatores que não podem ser negligenciados: o preconceito existente no Brasil e falta de conhecimento da população em relação a diversidade liberdade religiosa.
Em primeira análise, cabe pontuar que o prejulgamento errôneo das diferentes correntes religiosas promove persistência da intolerância. Comprova-se tal afirmação por meio de dados divulgados pelo INEP, os quais apontam o grande número de denúncias realizadas recentemente acerca da discriminação religiosa. Dessa forma, percebe-se que um dos caminhos para combater a discriminação de crenças no Brasil é reeducar a popuação , pois, assim como disse o filósofo Immanuel Kant: "O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele".
Ademais, cabe pontuar que ausência do conhecimento da população é uma das principais causas da permanência desse desrespeito no território brasileiro. Uma prova de como a ignorância resulta neste problema é o uso indevido da Liberdade de Expressão, que, para muitos é instrumento de disseminar o ódio, no entanto é apenas o direito de criticar dogmas. Diante disso, convêm-se afirmar que o preconceito religioso só será amenizado no país com a valorização da educação básica e expansão do conhecimento social acerca das leis, direitos e deveres.
Sendo assim, medidas são necessárias para atenuar a problemática. É imprescindível que a população tome conhecimento de que toda e qualquer forma de crença deve ser respeitada, a fim de que a intolerância seja gradativamente diminuída. Isso pode ser feito através de palestras e projetos educativos, ministradas pelo Ministério da Educação, Ministério da Cultura e com apoio de ONGS, em bairros e outros ambientes públicos, que integrem os moradores e suas famílias. Ademais, é preciso que o Governo Federal invista amplamente nas escolas públicas, realizando eventos educativos que perpetuem desde o ensino básico a idéia de respeito e valorização das diferentes crenças religiosas. Por fim, o Estado deve, também, realizar uma maior divulgação, através de canais televisivos abertos sobre as leis nacionais que asseguram a liberdade de religião.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!