O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA:A evidência da pobreza no Brasil
Sabe-se que o Brasil é um país que tem um processo histórico marcado pela desigualdade, desigualdade, esta, que incide desde a colonização e perdura até os dias atuais. Sob o mesmo viés, pode-se analisar o pensamento de Karl Marx no qual ele afirma que "A história da sociedade até os nossos dias é a história da luta de classes", semelhantemente, a país luta desde 1500 por igualdade, porém, nunca conseguiu nem beirar esse patamar. Dessa forma, as marcas deixadas pelo processo de construção da nação desenvolveram consequências extremamente complexas de serem resolvidas, como a desqualificação de mão-de-obra, fator que maximiza o desemprego, e a exorbitante concentração de renda, potente gerador de exclusão social.
Inquestionavelmente, o contexto pós-escravidão no Brasil aconteceu de forma equivocada. Pois, apenas libertar o negro em 1888 não foi capaz de lhe garantir educação, formação profissional, capital para investimento e muito menos igualdade. Desde então, o negro tem lutado para conquistar ascensão social mas ainda hoje representam cerda de 70% dos extremamente pobres. Decerto, a falta de instrução educacional decorrente da obrigação desde muito cedo de ajudar da renda familiar e a consequente falta de qualificação profissional, estagnam essas pessoas na condição de pobreza justamente por terem suas oportunidades e perspectivas extremamente limitadas.
Somado a isso, o Brasil é o país que detém uma das maiores concentrações de renda do mundo, um estudo realizado pela Oxfam revelou que as seis pessoas mais ricas do Brasil, juntos, acumulam a mesma riqueza que os 100 milhões mais pobres do país, ou seja, a metade da população brasileira. De mesmo modo, uma real exemplificação disso acontece acontece no contexto fundiário, em que cerca de 50% das terras existentes se concentram nas mãos de pouco menos de 2% dos proprietários brasileiros, que, praticam a monocultura voltada para exportação, enquanto a maioria esmagadora dos proprietários possuem cultivo apenas de subsistência.
Portanto, nota-se a necessidade de ampliar a educação profissional no país, para isso o MEC deveria instalar minicursos técnicos de durações de pouco a médio prazo para aqueles que não podem cursar uma graduação, e, além disso deve-se ampliar o espaço de atuação desses profissionais. Para isso, uma boa ideia seria a criação de uma lei que determinasse que departamentos públicos/privados com 10 funcionários os mais empregasse pelo menos um técnico da área, gerando assim mais empregos e consequentemente mais independência financeira. Aliado a isso, deve-se também promover uma reforma agrária no país, o Estado deveria tomar posse de terras inutilizadas com grandes extensões territoriais e através do Ministério de Desenvolvimento Agrário redistribuí-las a pequenos produtores, aumentando assim a produção agrícola e reduzindo as desigualdades sociais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!