O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Ao analisar a História no período em que os europeus iniciaram o processo de colonização, no continente africano, nota-se que desde a época a mão de obra utilizada eram os seus próprios habitantes, os negros. Os colonizadores alegavam que os africanos, por serem negros, eram uma raça inferior, assim podendo validar sua escravização. Essa imagem criada por eles é um dos maires responsáveis pela forma que o afro-descendente é visto e tratado atualmente pela sociedade em geral, especialmente o Brasil, isso sendo o resultado de 4 séculos de escravidão no país. Portanto, se faz necessário a adoção de medidas para a mudança desse quadro.
Esse tratamento que, de acordo com o G1, 52% da população brasileira recebe é carregado de muito preconceito, pelo simples fato da cor de sua pele ser diferente, não caucasiano. Está compreendido, na Constituição Federal brasileira "promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade, ou quaisquer outras formas de discriminação", ou seja, não ferir os direitos humanos de um indivíduo. No entanto, essa legislação não está sendo praticada. Assim, nota-se uma conduta agressiva, tanto verbal quanto física, segundo uma pesquisa elaborada pelo Altas da Violência, cerca de 23% dessa população tem mais chances de ser assassinados em comparação com as outras raças. Devido a esse comportamento de hostilização as vítimas se encontram em uma posição desagradável, como sendo indesejados. Dessa forma, incitando uma grave consequência, a segregação.
Em virtude dessa ação, grande parcela da população negra que sofre com o racismo opta por abandonar determinados ambientes, como por exemplo, as instituições de ensino, devido ao tratamento agressivo recebido por lá, a falta de apoio dos superiores no local juntamente com o medo que a vítima sofre, fazem com que eles não reportem a atitude de seu colega de classe, fazendo-o sair impune de algo considerado como crime, tal situação ocorreu com um jovem kauan, cursando em um colégio público em São Paulo. Em consequência do afastamento realizado por alguns desses jovens pode-se citar a não conclusão de seu ensino escolar, levando-os a recorre para o mundo do crime, como forma de emprego informal. Além disso, há outros outros tipos de comportamento em diferentes áreas, como a do meio profissional, um funcionário ser demitido em razão de sua raça, como aconteceu com a apresentadora global Alinne Prado, segundo uma entrevista feita que ela concedeu para o website Observatório da Televisão.
Portanto, se faz necessário a adoção de medidas para a mudança desse quadro . Como por exemplo, o Governo Federal deve aprimorar as leis anti-racismo já existentes, intensificando a punição do agressor de acordo com a gravidade do feito, como por exemplo, um pedido de desculpa formal para a vítima, através de acordo judicial, inclusive, uma multa deverá ser aplicada para aquele que cometer o crime, esses requisitos serão somente aplicados para os crimes de difamação. Enquanto para os delitos mais graves, como a agressão física, faz-se necessária uma pena da mesma intensidade, como serem condenados a prisão, o tempo sendo determinado estado em que o indivíduo se encontra. Ademais, as escolas, em conjunto do Governo Estadual, devem criar campanhas de anti-segregação racial, e estimular a interação entre os estudantes, sempre baseada em respeito, para que assim não somente os negros, mas também as outras raças sintam-se confortáveis no meio em que convivem. Essa medidas têm de ser empregadas para que assim atinga-se a harmonia social descrita pelo filosofo Emile Durkhein.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!