O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

De acordo com a Pirâmide Alimentar, a população deveria seguir uma alimentação balanceada e rica em nutrientes. No entanto, quando se observa os desafios da educação alimentar na sociedade brasileira, percebe-se que esse exercício se encontra na teoria e não desejavelmente na prática. Importantes passos já foram dados para reverter esse quadro. Em contrapartida, o setor midiático e o núcleo familiar ainda carece de atenção dos gestores de saúde para solucionar entraves na educação alimentar.
Em primeira análise, é importante salientar que, houve a difusão de políticas públicas para a promoção de saúde, principalmente no âmbito escolar. Como é o caso da lei 13.666/2018, que estabelece no currículo escolar o ensino da educação alimentar nas disciplinas de ciência e biologia do ensino fundamental e médio, respectivamente. Todavia, a propagação de uma vida saudável deve perpassar a grade escolar, indo em direção ao núcleo familiar, já que este é responsável também para a formação do indivíduo. Dessa forma, necessita-se de um auxílio nutricional para a base doméstica. Mesmo assim, seria dificultado pela forte influencia da mídia na propagação de alimentos industrializados, fugindo do contexto proposto pela Pirâmide Alimentar.
Outro aspecto a ser pontuado é o investimento da indústria na divulgação de alimentos nos quais tendem a ser ricos em gorduras, açucares e sódio, bem como pobres em nutrientes. Dadas as crescentes taxas globais de obesidade e doenças crônicas não transmissíveis, muitos especialistas tem sugerido que a propaganda e publicidade de tais alimentos contribuem para um ambiente ''obesogênico''que torna as escolhas saudáveis mais difíceis, especialmente para as crianças. Sob essa ótica, a mídia vem cumprindo importante papel na evolução dessa problemática, no que se refere as propagandas que estimulam o consumo de alimentos sem valor nutricional. Além disso, usam estratégias de marketing para captarem as crianças, importantes influenciadoras nas compras dos pais. Nesse contexto, os pais possuem uma contribuição essencial para a influência e a formação dos hábitos alimentares dos seus filhos.
Destarte, é de suma importância a participação dos órgãos de saúde na resolução desses impasses. Dessa forma, cabe ao Ministério da Saúde juntamente com a EAN (Educação Alimentar Nutricional) e o Ministério da Educação, o cumprimento da lei, sob forma de fiscalização no ambiente escolar, e também a integração dos discentes em projetos voltados em uma metodologia saudável, como a prática de exercícios e a plantação de hortas e sua importância na alimentação, a fim de conscientizar os alunos. Nessa perspectiva, é fundamental a participação dos pais, de forma a orientar e contribuir prontamente com auxílio de um especialista, com uma alimentação rica em nutrientes desde a tenra infância. Dessa forma, será um passo primordial ao alcance de uma vida saudável seguindo preceitos da Pirâmide Alimentar.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!