O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

"É mais fácil desintegrar um átomo do que o preconceito". O pensamento de Albert Einstein, cientista moderno, nos mostra a dificuldade de se desfazer o preconceito em uma sociedade. No Brasil, o combate à homofobia enfrenta problemas que são acarretados tanto pela falha de leis, como também pelo modo como os homossexuais foram vistos no decorrer da história. Fazendo-se necessário medidas para confrontar esse problema.
A constituição federal de 1988 assegura a todos o direito à igualdade à segurança. Entretanto, não foi o que aconteceu com a travesti Dandara, em 2017, que foi morta no Ceará pelo fato de ter uma orientação sexual diferente da dos seus agressores. Ademais, um ano depois do acontecimento a justiça ainda não foi feita, haja vista que dois dos criminosos ainda não foram julgados. Isso nos mostra a falha no comprimento da Carta Magna.
Além disso, a aceitação do diferente sempre foi um problema na história da humanidade. Tal fato não foi diferente na segunda metade do século XX com o nazismo, que perseguiu e mandou homossexuais para os campos de concentração, lá eles sofreram agressões, estupros e humilhações. No Brasil, na década de 60, durante o período militar, semelhantemente, homossexuais foram perseguidos e alvos de estudo, pelo fato de serem diferentes. Nesse contexto, esse grupo foi duramente reprimido e marginalizado, fato que se reflete nos dias atuais como um empecilho para o combate ao preconceito LGBT.
Urge, portanto, a necessidade de que os direitos primordiais sejam garantidos aos homossexuais, e que o pensamento negativo na forma de vê-los seja desfeito. O Governo federal, através do Poder Judiciário, deve garantir que crimes contra os LGBTs sejam apurados e de fato julgados, diminuindo a burocracia e o tempo de julgamento, fazendo com que esses delitos não saiam impunes. Outrossim, empresas e ONGs, com investimento e apoio do Ministério da Cultura, deve inserir em suas propagandas publicitárias mais representatividade da classe LGBT, como também levar à população palestras e documentários sobre a luta desse grupo, a fito de propagar o respeito ao próximo e aceitação do diferente. Para que assim a homofobia seja desintegrada.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!