O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Durante a idade média, as condições e tecnologias médicas eram bastante precárias, as doenças devastavam continentes inteiros, como foi o caso da Europa que teve um terço da sua população morta pela peste negra. Com o decorrer dos anos, as condições médicas, hospitalares e sanitárias melhoraram dando uma nova perspectiva à saúde pública. Todavia, no Brasil, esse setor ainda enfrenta empecilhos como a falta de recursos e a ineficiência.
A falta de investimentos públicos somados a má administração originou a crise no sistema de saúde atual. Segundo o Jornal online, O Estadão, em 2012 o repasse do Governo federal para a saúde foi de 9,5%, um número muito inferior ao da média mundial que gira em torno de 14% e ainda mais abaixo da média definida pelo próprio Governo de 13, 2%. Ademais, conforme a emenda constitucional do teto dos gastos, despesas como educação e saúde receberão um limite de investimentos segundo a inflação do ano anterior, o que congelará o crescimento desses setores ainda mais.
Por conseguinte, o SUS (sistema único de saúde) não consegue atender a todos com qualidade e eficiência. Mesmo que o programa seja uma referencia mundial por integrar todos os processos e etapas de tratamentos de saúde sendo totalmente gratuito, na prática, não funciona bem assim, uma vez que ele não tem a infraestrutura necessária para atender a população, o resultado são hospitais sem equipamentos, sem o suprimento de medicamentos, superlotados e com filas intermináveis para exames, cirurgias e consultas, onde muitas pessoas acabam morrendo.
Portanto, evidencia-se que a saúde publica brasileira carece de atenção. Desta forma, torna-se necessário que o Governo federal aumente os investimentos no SUS, determinando, por meio de uma lei, que o valor mínimo repassado para a saúde seja de 14% do PIB, como já ocorre na maioria dos países, uma vez que os investimentos chegarem ao Ministério da saúde esses devem ser utilizados na construção de novos Hospitais, UPA?s, policlínicas etc, além de complementar, as unidades já existentes, com mais aparelhos e remédios, a fim de tornar o sistema mais preparado para lidar com a demanda populacional.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!