O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: "A Questão do Índio no Brasil Contemporâneo"

No século XIX, o romantismo no Brasil, em especial a sua primeira geração, ficou marcado pelo representação heroica do índio nas obras literárias referentes a esse período, como forma de fortalecer a construção de um sentimento nacionalista. Entretanto, quando se observa os problemas enfrentados pelas comunidades indígenas,no Brasil,hodiernamente, constata-se que essa valorização se consolida na teoria mas não desejavelmente na prática, atribuindo um caráter inercial a essa problemática que se mantém intrinsecamente ligada à realidade do país e engloba aspectos sociais,políticos e econômicos.
É indubitável que a questão constitucional e sua aplicação estão entre as causas desse impasse. Segundo Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade. De maneira análoga, é possível perceber que, em território nacional, a desapropriação de terras indígenas em detrimento de um crescimento econômico baseado na supressão dos direitos sociais de um povo rompe com essa harmonia, haja visto que fere uma constituição que visa assegurar a posse dessas comunidades sobre o território com o qual possuem um forte vínculo cultural e que, constantemente, é alvo da expansão do agronegócio.
Outrossim, além de impedir a consolidação de uma cidadania plena, essa problemática revela uma construção sociocultural etnocêntrica e inferiorizante que perdura até a contemporaneidade, sendo resultado de um histórico de dominação política e ideológica. Com isso, visto que o governo atende aos anseios populacionais, assim como observado durante a Revolução Francesa no século XVIII, a falta de movimentação social em prol da preservação e proteção de povos indígenas, atua como agravante do impasse e reafirma o ideal iluminista de que uma sociedade só progride quando um se mobiliza com o problema do outro.
Infere-se, portanto, que o "Projeto Calha Norte", desenvolvido na década de 90 e que possui,entre seus objetivos,a proteção de territórios indígenas contra posseiros que visam dominar essas terras que possuem uma grande riqueza física, deverá receber um maior investimento do Governo Federal como forma de ampliar o numero de bases militares, intensificando a fiscalização de uma faixa territorial de grande extensão. Ademais, a FUNAI em parceria com a Secretaria de Comunicação Social deverão desenvolver campanhas de conscientização, ampliando a disponibilidade de informações a respeito da temática. Somente assim, a valorização daqueles que contribuíram imensuravelmente para a formação histórica e cultural da nação, poderá se estender para além da literatura.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!