O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A obra "Guernica", de Pablo Picasso, traz a tona o terror vivido pelas pessoas na guerra civil espanhola, no século XX. Em comparação, no Brasil, o quadro é praticamente o mesmo, diariamente, a falta de segurança tem derramado sangue de inúmeras vítimas da violência urbana. Dessa forma, um dos maiores desafios para conter a violência é enxergar os problemas mais profundos, como a desigualdade social e ausência de ressocialização dos detentos.
A priori, percebe-se que a violência urbana é uma consequência indireta da desigualdade social. De acordo com o filósofo Jean-Jacques Rousseau o surgimento da propriedade privada gerou a criação de leis injustas para garantir os bens materias de alguns sobre os menos favorecidos. Consoante a isso, nota-se que nas regiões mais pobres e periféricas existe um maior índice de violência, onde as organizações criminosas tem grande relevância para o lugar. Ademais, para muitos jovens e até crianças, a figura de poder que um comandante do tráfico, por exemplo, serve como inspiração para eles. Dessa forma, percebe-se a importância da educação na redefinição de um objetivo, como já dizia Pitágoras: " Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens".
Outrossim, é que mesmo após o período de pena, muitos ex-presos retornam para o crime. Dados do site "incluse.org" revelam que cerca de 42% dos ex-detentos retornam para a criminalidade. Por esse prisma, é notável que existe uma deficiência do sistema prisional no seu papel de modificar a moral do sujeito preso com a ressocialização. Com isso, a violência urbana persiste, uma vez que o sistema de segurança, de maneira geral, trata apenas de punir o indivíduo transgressor. Logo, torna-se urgente políticas que visem a reinserção dos ex-presos na sociedade de modo a mudar o panorama atual brasileiro.
Por conseguinte, é indubitável a necessidade da intervenção da escola e do Estado de modo a mitigar a violência urbana no Brasil. Para isso, esse deve dispor nos cárceres, cursos profissionalizantes aos presos, para que eles possam ser inseridos no âmbito social quando cumprirem a pena. Concomitantemente a isso, aquela deve, com o apoio do Ministério da Educação, garantir, sobretudo nas periferias, um ensino de qualidade de modo a instigar nos alunos o desejo pelo ambiente escolar, por intermédio, também, do esporte. Assim, o Brasil "pintará" a vitória contra a insegurança pública.
tema: a violência urbana e os desafios da segurança pública brasileira
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!