O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: "FAKE NEWS"

Com advento da globalização, o uso das mídias adquiriu um papel de destaque na sociedade, pelo poder de formar opiniões, influenciar e disseminar ideologias, contudo a forma que está sendo utilizada trouxe grande repercussão na atualidade, pela exacerbada quantidade de notícias falsas (as famosas "Fake News") que estão sendo divulgadas. Nesse contexto, deve-se analisar como o compartilhamento irresponsável e a falta de leis punitivas corroboram com a problemática em questão.

O compartilhamento irresponsável é o principal fator que ajuda na disseminação das "Fake News". Isso porque, de acordo com Joseph Goebbels, publicitário da Alemanha Nazista, "Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade", e no limiar do século XXI não é diferente, pessoas tendem a compartilhar "posts" e informações sem ao menos consultar a confiabilidade de sua fonte. Pode ser evidenciado, o caso da vereadora Marielle Franco, que após seu assassinato, publicações inverídicas foram divulgadas para prejudicar sua imagem e as investigações. As consequências desses atos são notórias: vidas e reputações arruinadas, processos eleitorais prejudicados e desinformação.

Além disso, a falta de leis punitivas abre espaço para o seu crescimento. Isso ocorre porque, uma vez sabendo o indivíduo que não haverá consequências por seus atos, não vê barreiras que o impeça de seguir adiante. No Brasil por exemplo, apesar de existir leis no código penal contra calunia e difamação, ainda não há nenhuma lei vigente que penalize responsáveis por criar e disseminar notícias falsas. Por consequência, redes sociais e sites sensacionalistas tendem a produzir esse tipo de conteúdo visando apenas atrair "clicks", curtidas e lucros, independente da veracidade.

Em síntese, fica evidente que o problema está diretamente ligado ao compartilhamento irresponsável a falta de leis punitivas. Em função do exposto é necessário que o Ministério da Educação em parceria com as mídias sociais, advirta os usuários em suas próprias redes dos cuidados a serem tomados antes de compartilhar publicações, por meio de campanhas e palestras educativas, a fim de garantir que divulgações como essas não ganhem força. É imprescindível, também, que o Governo e o Poder Legislativo, freie fontes que criem e proliferem informações de caráter duvidoso, de modo a criar leis que punam essa atitude, com a finalidade de coibir quem produz e ajuda a disseminar notícias falsas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!