O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: A questão indígena na contemporaneidade brasileira.
No período colonial, os portugueses apropriaram-se da cultura e das terras dos nativos que viviam na região. Tal episódio, contudo, é recorrente no Brasil contemporâneo, embora a Constituição de 1988 garantir direitos aos povos indígenas do país, sobretudo no campo da saúde, da terra e da educação. Nesse contexto, surge a problemática da questão indígena no Brasil, seja pela ineficácia do estado nessa área de atuação, seja pela perpetuação de costumes coloniais.
Convém ressaltar, a princípio, que a falta de políticas públicas voltadas a esse segmento social é fundamental para manutenção dessa temática. Para Aristóteles, a política serve para garantir a felicidade das pessoas. Sob essa ótica, observa-se que, no Brasil, tal afirmação não se faz presente, já que o conjunto político brasileiro têm intervindo apenas a favor dos interesses da bancada ruralista que, inclusive, é a maioria na Câmara dos deputados, sendo, pois, contra a demarcação de terras indígenas, asseguradas por lei e essenciais a esses povos. Além disso, pouco se faz nas referidas aldeias, que sofrem com as más condições advindas de um isolamento social oriunda de políticas falhas a essa questão.
Outrossim, o preconceito e a ignorância ainda estão presentes mesmo séculos depois. Segundo Hegel, a realidade vivida possui cicatrizes de processos históricos. De fato, haja vista que é notório as dificuldades sociais encontradas pelos nativos, muito pelas ideias equivocadas e costumes impregnados lá da sociedade colonial, como o desrespeito a diversidade e a cultura indígena, tão rica e importante para preservação de sua identidade. Sendo assim, pouco se evoluiu no incremento desses povos a sociedade que, então, estão a mercê de um país com resquícios dos costumes dos portugueses coloniais.
Torna-se evidente, portanto, que medidas contundentes devem ser tomadas. Cabe ao estado, a ampliação de instituições como a FUNAI, como forma de seus representantes reclamarem mais ativamente aos seus direitos, de modo que haja mais vozes no campo político. Ademais, a mídia, como disseminadora de informações, deve promover propagandas de inclusão indígena, para que promova um maior reconhecimento da sociedade civil a esses povos e o preconceito fique no passado. Assim, criar-se-á uma sociedade diferente do período colonial.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!