O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: "ÁGUA:o ouro líquido. Quanto tempo vamos esperar até a conscientização geral da população?"
O romance regionalista da década de 30, o quadro Retirantes de Portinari e a canção Asa Branca - eternizada na voz de Gonzagão - retratam as agruras que os moradores do sertão nordestino enfrentam em virtude da seca. Em um outro contexto, em decorrência da atual dinâmica da vida social, do modelo econômico que visa à acumulação ilimitada de riquezas e do precário processo educacional, a sociedade moderna negligencia os cuidados com o meio ambiente, especialmente, com o elemento essencial à existência humana, ou seja, a água.
Consoante ao pensamento de Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de agir e de pensar. Sendo assim, o incentivo ao consumo desmedido e a massificação do pensamento produzem uma demanda de recursos naturais superior à capacidade de renovação do planeta. Por essa razão, a não preservação das nascentes, o assoreamento dos rios, o inadequado descarte de resíduos domésticos e industriais, a canalização dos cursos naturais, a impermeabilização dos solos e a contaminação do lençol freático, entre outras ações antrópicas, constituem-se em fatores que aceleram a redução da disponibilidade desse líquido vital. Nessa perspectiva, o fotógrafo Sebastião Salgado, um dos mantenedores do Instituto Terra, no site:http//www.cartacapital.com.br, relata que, a crise hídrica brasileira é um problema de todos.
Ademais, Immanuel Kant afirma que, "o homem é aquilo que a educação faz dele". Desse modo, o deficitário sistema educacional, ao não priorizar a formação plena do educando, produz uma coletividade fortemente influenciada pelos interesses das elites e corporações investidas de poder e que, por essa lacuna no aprendizado, torna-se alheia às discussões sobre as problemáticas sociais que permeiam o mundo contemporâneo. Por conseguinte, em nome do aumento da produtividade e da maior rentabilidade ao setor do agronegócio, o Congresso Nacional, alheio ao interesse da população, discute o projeto que libera o uso de agrotóxicos proibidos em grande parte das nações, uma vez que são causadores de doenças, poluem as reserva hídricas e reduzem a biodiversidade.
Portanto, a fim estabelecer a conscientização coletiva sobre a indispensável preservação da água, é improtelável que as associações comerciais, industriais, sindicatos, ONGs e escolas promovam seminários, debates e conferências sobre essa temática. Tais ações visam formar cidadãos com integral desenvolvimento cognitivo, biopsicossocial, críticos e atuantes no meio em que estão inseridos, capazes de propor mudanças comportamentais e legais, as quais desencadearam um novo olhar em relação ao consumo consciente e à preservação dos recursos naturais, possibilitando a perpetuação da vida no planeta Terra.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!