O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Durante a década de 40, no Brasil, ocorreu o processo de sanitarização que contribuiu significativamente na luta contra epidemias. E ao passo que diminuía a proliferação e propagação dos vírus e bactérias, doenças que outrora assolavam a população foram encaminhadas a extinção. Porém, algumas destas reapareceram nos últimos anos e isso se deve principalmente pela mutação genética dos vírus e bactérias causadoras de doenças e também pela crescente do movimento de antivacinação no Brasil e no mundo. Por isso é necessário a tomada de medidas que mitiguem a situação.
Em primeiro plano, com a mutação dos agentes etiológicos as vacinas deixam de exercer seu papel fundamental. Estas carregam parte dos agentes para que o sistema imunológico possa reconhecê-los em caso de contágio. Deste modo, quando há mutação do vírus é necessário adaptar os meios de imunização, caso contrário ocorrerá infecção. Prova disso é o reaparecimento da escarlatina, em que pesquisadores da Universidade de São Paulo afirmam que a bactéria causadora da doença apresentou mutação. Dessa maneira, a modificação genética dos agentes dificulta a prevenção das doenças.
Além disso, Notícias falsas favorecem os movimentos de antivacinação. Em vista da escassez de informações sobre a atuação dos meios de imunização no corpo humano, as " fake news " ganham força em redes sociais e meios de comunicação com baixa fiscalização. Haja vista, o artigo do pesquisador Andrew Wakefield que foi manipulado em falsas reportagens disseminando que a vacina tríplice viral ocasionava o autismo nas crianças e desde então os casos de sarampo têm crescido em todo o país. Por conseguinte, fica claro que o desconhecimento impulsiona os movimentos antivacinação.
Urge, portanto, a necessidade de medidas para mitigar o problema. Conforme a Primeira lei de Newton, um corpo tende a permanecer em movimento até que uma força externa atue sobre ele alterando o seu curso. Outrossim, é necessário que o Ministério da Fazenda direcione verbas ao Ministério da Educação para que este institua palestras aos pais e alunos, a fim de fazer saber mais sobre os meios de imunização. Outra forma de atenuar o problema seria que a Anatel aumentasse a fiscalização nas redes sociais, para diminuir a propagação das notícias falsas. Dessa maneira, poder-se-á alterar o curso do reaparecimento das doenças erradicadas no Brasil e encaminhá-las á extinção.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!