O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Deficientes físicos no Brasil
De acordo com o sociólogo Émile Durkheim a sociedade pode ser comparada a um "corpo biológico" por ser assim como esse, composta por partes que interagem entre si. Desse modo, para que esse organismo seja igualitário e coeso é necessário que todos os direitos sejam garantidos. Em decorrência disto, os deficientes físicos precisam ser tratados como prioridade pelo governo já que essa minoria vem buscando igualdade social , mas essa luta tem sido em vão devido a falta de conhecimento sobre o assunto e pela falta de recursos de mobilidade nos lugares.

Desde as civilizações medievais e até os povos indígenas mas recentes, existia uma cultura de abandono e exclusão de crianças que nasciam com algum tipo de deficiência. Elas eram entendidas como um mal sinal, vindo dos deuses como um castigo. Atualmente, esse pensamento primitivo ainda esta presente na cabeça das pessoas , tendo em vista que, assim que um casal é informado sobre a vinda de um filho com algum tipo de má formação, eles se sentem culpados ou repreendidos por Deus por algum tipo de pecado que tenham cometido. A falta de informação sobre a doença, faz com o que os pais sofram por antecipação por preverem um futuro descriminador e dolorido para a criança que esta por vim, sem saber que existe vários recursos para ajudar este individuo a ter uma vida saudável e normal, orientação que deveria ser passada pelo médico responsável.

Podemos perceber também que, em pleno século XXI , muitas pessoas "especiais" deixam de frequentar a escola e outros ambientes sociais de lazer devido o difícil acesso. Segundo o IBGE somente 4,7 das vias urbanas possui rampas no país, esse quadro é inaceitável haja vista que, no Brasil cerca de 45,6 das pessoas são deficientes físicos. Sair na rua, vem se tornando uma batalha para os cadeirantes, principalmente pelo desafio de ter que passar em calcadas estreitas que não comportam a sua cadeira integralmente. A vida do deficiente que utiliza o automóvel também não é nada fácil, tendo em vista que, as vagas que deveriam ser exclusivamente ocupadas por estes, são diariamente preenchidas por cidadães que não possui nenhum tipo de dificuldade nos estacionamentos.

Dados os argumentos supracitados, é necessário que o ministério da educação disponibilize vans gratuitamente nas escolas, para que essa parcela do tecido social possa ser incluída na convivência com as demais crianças da sua idade e conseguir se formar no ensino regular, outra medida a ser tomada é a criação de uma lei onde todos os professores de português sejam obrigados a se especializar em linguagens de sinais (libras), com o objetivo de incluir os alunos deficientes auditivos nos ensinamentos básicos que todos os jovens devem de receber na juventude, como Nelson Mandela mesmo dizia, a educação é a maior arma que se pode ter para mudar o mundo. Será necessário também que o governo invista mais na construção de adaptações nas ruas do nosso país e torne obrigatório a construção de rampas em todos os comércios do Brasil.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!