O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: O combate à exploração sexual infantil

Informação e conscientização: principais armas para combater a exploração infantil

É possível afirmar que um dos grandes desafios que permeia a sociedade brasileira é o combate à exploração sexual infantil. Tal realidade, é um fenômeno de caráter social, uma vez que a alta vulnerabilidade e situações de riscos, fazem com que crianças e adolescentes, tornam-se alvos fácies. Com isso, são covardemente submetidas a abusos, violência sexual, física e psicológicas, gerando consequências devastadores e na maioria das vezes irreversíveis.
A exploração e abuso de crianças e adolescente é mais comum do que se imagina, no entanto, a falta de discussões, exposições e debates sobre tal problemática, propicia ainda mais para a disseminação desse crime. De acordo com dados da Organização Internacional (OTI), ocorre cerca de 100 mil casos por ano no Brasil, mas menos de 20% desses acontecimentos são denunciados. Com isso, o número de vítimas torna-se ainda maior e frequente, à vista disso, faz-se necessário incentivar e encorajar as denúncias a cerca desse crime.
A exploração sexual consiste no uso de crianças e adolescentes em atividades sexuais remuneradas (ou seja, em troca de dinheiro). Tendo em vista, a passividade, dependência e vulnerabilidade às quais estão submetidas às vítimas, é comum a existência de um adulto, o qual força a essa ao comércio do sexo, a pornografia infantil, a exibição em espetáculos públicos e privados, dentre outros abusos. Sendo assim, é imprescindível que a sociedade desperte e saibam detectar quando isso está acontecendo, para que assim o agressor venha ser punido.
Nesse sentindo, a melhor maneira de se combater a exploração sexual infantil é a prevenção como instrumento chave de combate á essa prática. Dessa forma, o Governo deve trabalhar com intervenções que atinjam diversos sistemas da sociedade, buscando meios que utilize a conscientização de modo informativo, junto aos pais, responsáveis e em escolas. Somando a isso, devem-se criar campanhas publicitárias e midiáticas de modo que toda população seja mobilizada a cerca desse crime e as formas de denunciar. Além disso, são imprescindíveis investimentos em centros de apoio a vítimas, com profissionais capacitados para atuar nessa área.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!