O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

?Cinquenta anos em cinco?, esse foi o slogan de um dos maiores e mais famosos presidentes do Brasil. Um dos meios utilizados por JK para alcançar esse desenvolvimento foi a utilização do rodoviarismo. Contudo, atrelado ao avanço econômico, advindo da melhora no transporte, veio problemas, como a superlotação das estradas e impasses relacionados a locomoção dentro dos centros urbanos. Nesse contexto, deve-se analisar como a indústria cultural e o mau planejamento dos municípios brasileiros causam tais questões e como combatê-las.
A indústria cultural é uma das principais responsáveis pela dificuldade de deslocamento da população no espaço geográfico dentro das cidades. De acordo com os filósofos Adorno e Horkheimer, o sistema capitalista, através da indústria cultural, implanta uma necessidade de consumo nas pessoas. Ou seja, desde cedo é colocado na cabeça dos indivíduos a necessidade de se ter um carro, acarretando na supertolação das rodovias. Uma prova disso, é que há locais no país que apresentam um média de menos de dois habitantes para cada automóvel presente.
Além disso, nota-se ainda que o mau planejamento urbano também impede essa locomoção. Isso porque, ao contrário dos países desenvolvidos, o Brasil concentra a massa trabalhadora, que é a maior parte da população, nas periferias. Assim sendo, por esse grupo ficar bem mais distante do centro, local onde maior parte dos empregos se concentra, e ter que se locomover por longas distancias, o trânsito torna-se algo caótico ? principalmente nos horários de pico.
Fica evidente, portanto, que é necessárias medidas para resolver os impasses. Inicialmente, cabe ao Estado promover um incentivo a outras modais de transporte, como a diminuição de impostos em cima de cada veículo. Ademais, é responsabilidade da mídia, por meio de propagandas, estimular o uso de bicicletas, algo que irá atenuar os excessivos números de automóveis transitando nas ruas. E caso o problema ainda persista, é dever do Poder Legislativo, adotar pedágios urbanos, o que fara com que as pessoas optem pela condução pública. Somente assim, iremos construir um país onde a mobilidade urbana não será mais uma desordem.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!