O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Desde o século XIX, na República Velha, já observamos a preocupação com a qualidade de vida da população brasileira, sobretudo, por intermédio dos investimentos em pesquisas e vacinas obrigatórias - responsáveis por influenciar a Revolta da Vacina. No século XX, com o objetivo de progredir cada vez mais o desenvolvimento do país, a Constituição Federal de 1988 assegurou a saúde como um direito de todos, ao desenvolver o SUS. Não obstante, por que mesmo com o passar dos anos, o descaso com a saúde pública brasileira ainda é bastante exorbitante na nossa sociedade hodierna?
Consoante ao Ministério da Saúde, a qualidade do SUS apresenta nota cinco e meio em uma escala de zero a dez. Embora a Constituição Brasileira assegure a universalidade, a equidade e a integralidade da atenção ao sistema de saúde, a população ainda continua sem a assistência médica de qualidade. Ademais, não é difícil encontrarmos hospitais fechados por precárias condições de infraestrutura, ausência de equipamentos básicos (como leitos), falta de profissionais qualificados e medicamentos. Outrossim, vale ressaltarmos que, muitas vezes, a verba do Governo Federal é direcionada à área social, entretanto, a corrupção, o desvio de dinheiro e a falta de transparência sobre as transações financeiras são grandes empecilhos para a efetivação da saúde popular, prejudicando assim o cidadão brasileiro - que, além de passar horas em uma fila de espera, acamado em longos corredores sem infraestrutura alguma, muitas vezes, chega ao óbito antes mesmo de ser atendido.
Segundo o site do G1, o estado de Minas Gerais reduziu o fornecimento de medicamentos para doenças graves, em 2016, prejudicando assim muitas pessoas carentes sobre a justificativa da crise. Infelizmente, a situação política e econômica vivenciada pelo Brasil corrobora para que os investimentos direcionados ao âmbito social sejam reduzidos consideravelmente. Concomitantemente à justificativa da crise, percebemos a existência de um ciclo vicioso n sociedade, uma vez que a diminuição de recursos básicos contribue para o agravamento da situação do país, sendo que, com menos saúde e assistência médica, mais pessoas permanecerão doentes e afastadas da população economicamente ativa (PEA). Dessa forma, podemos salientar o descaso governamental tanto no período da República Velha ? em que o número esgotado de agulhas acarretava o revezamento e a contaminação - , como também no cotidiano hodierno, em que a redução de remédios, equipamentos e verbas podem não apenas levar o paciente ao contágio de diversas doenças, mas também à morte.
Portanto, diante dos argumentos supracitados, é bastante nítida a necessidade de investir fortemente na saúde pública brasileira. Sendo assim, é imprescindível que o Ministério da Saúde disponibiliza maior número de sites e ouvidorias aos cidadãos (de forma que as reclamações quanto à situação dos hospitais e as denúncias de corrupção referentes aos desvios de dinheiro possam ser realizadas em sigilo), para que o SUS possa ser posto em prática, conforme todas as diretrizes da Constituição Federal. Inclusive, é mister que sejam enviados grupos de especialistas aos hospitais e clínicas, sendo que periodicamente analisem a situação estrutural e trabalhista do local e, por conseguinte, elaborem mecanismos de atendimento e tratamento, a fim de que ocorra o desenvolvimento econômico e, principalmente, social do Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!