O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Saúde pública no Brasil
No Brasil, os poucos investimentos públicos em estruturas hospitalares e preparações de profissionais, implica séries dificuldades. Tais com: superlotações dos hospitais e a deterioração da população, em virtude, das faltas de remédios. Desta forma, o país assume índices precários em relação a saúde pública.
Primeiramente, segundo o ministério da saúde, buscando atestar a qualidade do SUS(sistema único de saúde), apontou, em 2014, como média nacional 5,5 em uma escala de 0 a 10. Deste modo, seus baixos investimentos, implicam-se na falta de construções públicas, visto que, esse problema de gestão, acarreta-se tais lotações excessivas.
Além disso, esta dramática gestão pública, interfere nas baixas de antibióticos. Haja vista que, essa ausência agrava os níveis de mortalidade anuais. Por certa forma, o governo apostou na "saúde+10", projeto da lei cumprimentar 321/15, aspirando uma alta na mesma; buscando, pois retirar cerca de 10% de correntes brutas, afim de que, existisse certo acréscimo de capital à saúde.
Por conseguinte, assiste ao governo, tal investimento em melhorias hospitalares, assim como, construções de novas estruturas, pra que, houvesse diminuição destas superlotações. Outra preocupação, seria a criação de grupos, que fiscalizassem as distribuições das verbas destinadas à gestão de saúde, de forma que, parte fossem para preparações de profissionais; no entanto, para que isso ocorra, é preciso deixar práticas corruptíveis.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!