O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

No período que compreende o século XIX foram realizados importantes avanços capazes de beneficiar a humanidade como por exemplo, a primeira transfusão sanguínea em humanos feita por James Blundell. Tal realização estendeu-se como algo de suma importância até mesmo na atualidade, visto que cada dia mais pessoas necessitam da ciência médica e da bondade de seus semelhantes para sobreviver. Todavia, a doação de sangue ainda é um ato que enfrenta muitos obstáculos para poder findar-se na sociedade.
Pesquisas apontam que no Brasil, apenas 1,9% da população propõe-se a doar sangue. Tal ausência alarmante de doadores deriva principalmente da falta de informação sobre quem pode, como e onde efetuar a doação. Além disso, desde 2004 uma restrição foi feita aos homossexuais: para a doação, esse grupo deve ficar durante 12 meses em abstinência sexual tendo em vista que é considerado um "grupo de risco". Essa prenoção estabelecida impede lamentavelmente, que muitas vidas sejam salvas.
Entretanto, filas imensas nos bancos de doações e o medo constante da contaminação por agulhas impedem que muitas pessoas não realizem esse ato de amor ao próximo. Concomitantemente, é notório a constatação da falta de empatia social, tendo em vista que muitos daqueles que já realizaram transfusão, tornaram-se fieis doadores.
Diante dos impasses supracitados, torna-se cabível citar a ação de diversos estratos sociais na resolução de tal problemática. O Ministério da Saúde, deve responsabilizar-se pela realização de projetos em parcerias públicas e privadas que levem a devida informação sobre a doação e que sejam capazes de promover a conscientização. Por conseguinte, os homossexuais devem ser retirados do grupo ao qual pertencem visto que não existe grupos de riscos mas sim comportamentos desviantes. Desse modo, inúmeras vidas poderão ser preservadas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!