O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Suicídio é definido como um atentado a vida quando o assassino também é a vítima. Nesse contexto é difícil identificar os motivos que levaram a tal ação, além de não haver culpados, na medida em que não há outros envolvidos no homicídio. E esse atentado aparentemente silencioso e desmotivado é o que mais mata jovens no Brasil. Por isso, vê-se a importância de discutir o tema, suas causas e as formas de combatê-lo.
Para combater o suicídio é necessário que a população esteja ciente do que se trata quando se deparar com uma vitima e saiba como prosseguir. Para que isso aconteça o Brasil deve ampliar suas medidas públicas relacionadas ao assunto, pois as existentes não suprem a demanda, já que o assunto não é divulgado e o números de casos está sempre aumentando, assim, vê-se que o suicídio é o responsável por 7,3% das mortes no país, segundo a OMS. Além do aumento dos casos, observa-se o retardo do país ao combater esse mal através do Setembro Amarelo, o mês internacional de combate ao suicídio, que só foi aderido no Brasil em 2015, enquanto o resto do mundo já o utilizava.
Além disso, é necessário a identificação das possíveis causas para que essas possam ser combatidas e assim diminuírem o risco de um suicídio. As principais razões para tal medida são a solidão, depressão e o bullying. Assim, é observado que o paciente suicida não quer necessariamente morrer, ele quer acabar com a dor ou sofrimento que o acomete e não sabendo como lidar com isso ou como pedir ajuda ele busca a saída aparentemente mais simples que é dar fim a própria vida.
Assim, é necessário que a mídia divulgue através de documentários e propagandas os sinais que um suicida da, como o desejo de morrer, a exclusão ou o sentimento de que ser bem quisto, além de mostrar como prosseguir ao se deparar com esse discurso, incentivando a escuta e o não julgamento. O Ministério da Saúde juntamente com as Secretárias Municipais e a Saúde Mental devem realizar palestras e passeatas para mostrar a identificação dos casos e onde procurar ajuda, divulgando os Caps e outros centros de apoio, igrejas, e ONGs. As Secretarias Municipais de Educação devem promover palestras dentro das escolas para tentar acabar com um dos motivos para essa ocorrência, o bullying, incentivando o respeito e a não violência, isso deve ser feito com profissionais especialistas como psicólogos e advogados que mostrem as graves consequências desse ato.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!