O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: a valorização da arte brasileira pelo próprio povo

Em meados do século xx, a base doutrinária estabelecida pelo poeta e dramaturgo alemão Bertold Brecht afirmava que "nenhum problema nos deve parecer natural, nem impossível de ser mudado" Nesse sentido, a questão da cultura brasileira, perpassando pela desvalorização da arte,urge por mudanças significativas. Sob essa perspectiva, percebe-se que a histórica coerção social e a inferiorização da cultura popular são, indubitavelmente, canalizadores desse panorama.
Em um primeiro plano, é estrita a correlação entre a coercitividade da sociedade e a problemática em discussão. Essa relação é possível porque, desde o século XVI, com a vinda dos português ao Brasil, que o povo brasileiro foi acostumado a receber a cultura estrangeira de modo que acabasse valorizando-a mais do que os próprios costumes. Com isso, mesmo com o chegada da contemporaneidade, esse cenário ainda é uma realidade no país, haja vista que, o indivíduo tende a agir de maneira coercitiva com o meio no qual está inserido, o que facilita a perpetuação desse pensamento imposto à séculos atrás.
Ademais, em uma segunda análise, verifica-se como intrinsecamente ligado a desvalorização da arte brasileira a secundarização da cultura popular em detrimento da cultura erudita. Isso acorre porque, uma determinada parcela da população - junto com o governo- muitas vezes não reconhecem a arte feita por certos grupos sociais como parte da cultura brasileira, fazendo com que ela seja inferiorizada. Nesse contexto, tal problema fica evidente nas atitudes do prefeito da cidade de São Paulo, aonde mandou pintar os muros que eram grafitados alegando ser uma forma de "limpeza" do local.
Desse modo, percebe-se que uma mudança no pensamento da população e uma melhoria na gestão do governo no âmbito cultural são necessárias. Para isso, as escolas - em parceria com ONG's- deveriam ministrar palestras, para pais em alunos, afim de desconstruir o pensamento preconceituoso para com a cultura popular no Brasil. Além disso, as instituições escolares também poderiam, junto ao MEC, aumentar a carga horária ,nas escolas, da matéria história da Arte para mostrar desde cedo os diferentes tipos de Artes no país e no mundo auxiliando, assim, a diminuir a discriminação infligida à determinadas manifestações artísticas. Já as instâncias legislativas deveriam repassar verbas às esferas municipais com o intuito de que essas, realizem construções de espaços no qual a arte popular pode ser exposta para todo o país conquistando, assim, a mesma igualdade que os outros tipos de manifestações artísticas existentes no solo brasileiro. Portanto, com o alcance e eficiência dessas ações, o pensamento apontado por Brecht poderá ser efetivo.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!