O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema ENEM 2017

Desde o iluminismo entende-se que uma sociedade só progride quando um se mobiliza com o problema do outro. No entanto, quando se observa a precária condição da educação ofertada aos surdos no país, verifica-se que esse ideal iluminista é constatado na teoria e não desejavelmente na prática e a problemática persiste ligada intrisecamente a realidade do país. Nesse contexto, torna-se clara a insuficiência de estruturas especializadas no acompanhamento desse publíco, bem como o entendimento acerca do papel social desse arranjo.


É indubitável que a questão constitucional e sua aplicação estejam entre as causas do problema. Tal fato se reflete nos escassos investimentos governamentais em qualificação profissional e em melhor suporte físico, medidas que tornariam o ambiente educacional mais inclusivo para os surdos, e devido a falta de administração e fiscalização pública por parte de algumas gestões, isso não é firmado.


Outro ponto relevante, nessa temática, é o preconceito da sociedade que ainda é agente ativo na segregação dos deficientes auditivos frente a sociedade. Um exemplo disso é a dificil introdução dos surdos no mercado de trabalho devido à intolerância inerente à sociedade brasileira. Seguindo essa linha de raciocínio, o historiador Nicolau Maquíavel sustenta a ideia que os preconceitos têm mais raízes do que os princípios. Assim, uma mudança nos valores da sociedade é imprenscindível para transpor as barreiras à construção educacional dos surdos.


É evidente, portanto, que ainda há entraves para garantir a solidificação de políticas que visem a construção de um mundo melhor. Destarte, o Ministério da educação e Cultura (MEC) deve inserir deficientes auditivos nas escolas, através da admissão de intérpretes e disponibilização de vagas em fundações integradoras , com o propósito de efetivar a inclusão social dos surdos, consderando que a escola é a principal arma do estado. Ademais, como já dito pelo pedagogo Paulo Freire, a educação transforma as pessoas e essas mudam o mundo. Logo, é dever do Estado à criação e implantação de um projeto nas escolas o qual promova palestras e apresentações artísticas que discutam a pluralidade a respeito do cotidiano e dos direitos dos surdos, a fim que o tecido social se desprenda de certos tabus para que não viva a realidade das sombras, assim como na alegoria da caverna de Platão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!