O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema ENEM 2014

Durante a Alemanha nazista, a utilização da publicidade foi fundamental para o enaltecimento de Hitler e seu regime. Hodiernamente, o Brasil vem enfrentando diversas questões relacionadas à publicidade, mais especificamente aquela voltada para o público infantil, que traz como consequência, além do consumo desenfreado, problemas relacionados ao desenvolvimento da cognição das crianças. Nesse sentido, questiona-se: quais os riscos da publicidade infantil?


A pressão exercida pelo mercado e pela publicidade em geral sobre a infância é, no mínimo, um abuso. Ao veicular um comercial utilizando uma linguagem autoritária como, "compre determinado produto e você se tornará um herói", a criança irá acreditar e, consequentemente, entrará no círculo do consumo desenfreado. Isso ocorre porque a criança pequena ainda não sabe distinguir a fantasia da realidade, são seres em desenvolvimento. Desse modo, estar em contato com esse tipo de publicidade, em uma idade tão tenra, afeta o desenvolvimento da cognição - que envolve funções como pensamento crítico e percepção do que de fato é essencial à sua infância - e também altera os hábitos de consumo.


Cabe, ainda, ressaltar as consequências do consumismo nessa faixa etária. Os valores trabalhados pela publicidade como, a oferta de alimentos pouco saudáveis que vêm acompanhados de brindes muito atrativos, tem a intenção de persuadir os pequenos, pois a ausência de pensamento crítico facilita à atuação da massa publicitária. Dessa forma, as crianças se tornam vítimas fáceis para o mercado, além de correrem o risco de desenvolverem doenças relacionadas com a ingestão desses produtos, tal como a obesidade. Assim, fica evidente que medidas devem ser tomadas para resolver o impasse.


Portanto, o Governo Federal deve, aliado ao Ministério da Segurança, ampliar a legislação atual a fim de limitar, como já acontece em países como Canadá e Noruega, a propaganda para esse público, visando à proibição de técnicas abusivas e inadequadas e a possível punição caso seja descumprida. Por fim, é imprescindível que o Ministério da Educação crie projetos educacionais que promovam o desenvolvimento do pensamento crítico e da reflexão, como aulas de Filosofia e palestras sobre as consequências do consumo desenfreado, com o intuito de diminuir os efeitos negativos causados pela publicidade infantil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!