O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema ENEM 2005

O Papel do Estado e o trabalho infantil

A partir de dados apresentados pelo IBGE(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), concluiu-se que, no Brasil, existem cerca de 5,43 milhões de jovens, entre 7 e 17 anos, trabalhando. A região campeã em trabalho infantil é a Nordeste, que tem cerca de 2,2 milhões de crianças em ofício(o que equivale a 42,2% do total). A questão é, por que há tantos jovens que entram tão cedo no mundo do trabalho e qual a razão da região Nordeste liderar essa porcentagem?
A ineficiência estatal é a principal causadora de inserção precoce dos jovens ao trabalho. A região Nordeste é a que possui maiores índices e pobreza e miséria, o que faz com que as crianças da família tenham que ajudar os pais no trabalho, com a perspectiva de aumento de lucro e prosperidade. Porém, isso resulta em uma paralisação econômica, pois a criança acaba não estudando e não "evoluindo" academicamente, fazendo com que se torne um ciclo vicioso, em que a criança que trabalhou na infância terá os mesmos problemas econômicos que os pais.
A educação de um pais é um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento de um país. Países nórdicos como a Suécia, Noruega, Escandinávia possuem investimentos pesados na educação. Todavia, essa educação não é a cartesiana padrão, ela abrange temas como educação doméstica e profissional, fazendo um mesclado entre a educação de modelo científico com a preparação do jovem para o mercado de trabalho.
O programa "Jovem Aprendiz" é uma técnica governamental de se aproximar desse modelo, porém com um foco maior no âmbito do trabalho. O programa prepara o jovem para o mercado de trabalho e o faz ser contratado por uma empresa pública ou privada como um aprendiz, para assim ele ter conhecimento teórico e prático de algum trabalho específico e ter uma chance de uma real ascensão profissional. Entretanto, ele não resolve o problema de todos os jovens, aqueles que moram longes de cidades continuam a trabalhar de maneira insalubre.
Portanto, para a resolução do problema, o Estado deve propor duas soluções. A primeira seria um auxílio educacional a aqueles com poucas condições, ou seja, oportunidades remuneradas as crianças com finalidades educacionais, como por exemplo olimpíadas de matemática, física que os participantes seriam remunerados. Dessa forma, a criança ganharia dinheiro estudando e teria o incentivo dos pais. A segunda solução seria um maior arranjamento do Jovem Aprendiz, de maneira que ele não atingisse apenas os jovens das grandes cidades.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!