O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema ENEM 2000

Futuro Incerto


Por conta da postura acrítica de muitos brasileiros o direito da criança e do adolescente, revela uma realidade de poucos avanços e muita estagnação. Por isso, não restam dúvidas que sua concretização requer firmeza de propósito e necessário engajamento coletivo. Afinal, o jovem de hoje não será o futuro do amanhã sem as oportunidades de direito.


De início, cabe destacar fragilidade do entendimento de que todos têm as mesmas oportunidades. No bojo dessa perspectiva inconsistente, nota-se que o maior entrave desse dilema é a proliferação de atitudes apáticas, como o olhar omisso sobre as injustiças e a pobreza. Nesse víeis, pesquisas feitas pelo IBGE comprovam que mais de 1 milhão de crianças tem seus lares nas ruas e suas alimentações mendigando. Lutar contra essa realidade não é uma opção, mas uma necessidade


Além disso, deve-se atentar à gravidade de enorme paradoxo acerca do direito da criança e do adolescente: embora reconheçam a sua relevância os setores governamentais não se comprometem com a sua efetivação. Por conta disso, muitos jovens vivem sem o mínimo de segurança, respeito, saúde e educação. Consequentemente, podem ser vítimas de crimes como, a chacina da Candelária no Rio de janeiro, que pôs fim a vida de dez jovens, moradores de rua. Comprovando a "justiça anoréxica" dos "direitos mortos".


Constata-se, de fato, que toda semente requer terreno produtivo para brotar e se desenvolver. De forma análoga, o futuro das criança e do adolescente também carece de "terra fértil". Assim, criar políticas públicas que investiguem a situação desses menores nas ruas, fazendo-os voltar aos seus lares ou encontrando lares adotivos. Além, da criação de casas de apoio, com investimento do governo e de OGN’s, recebendo esses jovens que não tem para onde ir. Aliado ao ministério da educação, em promover auxilio apoiando seus retornos. Assim, buscar uma sociedade onde o futuro seja visto com esperança.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!