ENTRAR NA PLATAFORMA
Tema ENEM 1998
Amor fati



A vida está em constante mudança e o nosso papel é nos adaptar e aceitar. O papel da humanidade é aprender neste processo. Nesse sentido Buda diz que, em nossas vidas, a mudança é inevitável, a perda é inevitável, e a felicidade reside na nossa adaptabilidade em sobreviver a tudo de ruim. A questão reside no fato de que para nos adaptar, devemos entender a vida, e para entendê-la, devemos estar em contínuo aprendizado.
Nietzche defende, na mesma linha de pensamento, contrapondo-se ao idealismo de Platão, que devemos amar a vida como ela é. O conceito é denominado "amor fati", latim para "amor ao destino". Assim, a vida é como a figura da escola na música "High School Never Ends", da banda Bowling for Soup, que é retratada como algo que se perpetua na vida das pessoas, as quais irão eternamente viver em um meio imaturo e superficial.
Destarte, o homem lida com o infortúnio de viver em um mundo como esse e as constantes adversidades por meio do que Maquiavel nomeou "virtú", a forma como cada um responde ao que não pode controlar. Logo, a pessoa bem-sucedida é a que sabe lidar da melhor maneira possível com isso.
Portanto, sabendo que não há outra forma de melhor lidarmos com as mudanças e adversidades da vida do que compreendê-las por meio do aprendizado e aceitarmos o que a vida propõe, devemos adotar a ideia de Alvin Toffler, a qual diz que não serão analfabetos no século XXI aqueles que não souberem ler e escrever, mas sim os que não souberem aprender, desaprender e reaprender. Apenas assim alcançaremos a felicidade da máxima de Buda.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde