ENTRAR NA PLATAFORMA
Telenovelas brasileiras como influência social

   Na obra "Utopia", do escritor inglês Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. Contudo, o que se observa na realidade contemporânea é o oposto do que o autor prega, uma vez que as telenovelas brasileiras como influência social apresenta barreiras, as quais dificultam a concretização dos planos de More. Esse cenário antagônico é fruto tanto da influência ao consumismo, quanto do enaltecimento de péssimos comportamentos passado para as crianças. Diante disso, torna-se fundamental a discussão desses aspectos, a fim do pleno funcionamento da sociedade.


      Em primeiro plano, é notório que o consumismo causado pelas telenovelas deriva da baixa atuação dos setores governamentais, no que concerne à criação de mecanismos que coíbam tais recorrências. Segundo o filósofo grego Aristóteles, a política dever ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilibrio seja alcançado em sociedade, no entanto, isso não ocorre no Brasil. Devido à falta de atuação das autoridades, a influência ao consumismo relatada em telenovelas é de fácil visualização, visto que os persnagens usam sempre as últimas tendências de moda, beleza e tecnologias. Desse modo, faz-se necessária a reformulação dessa postura estatal de forma urgente.


      Por conseguinte, é imperativo ressaltar o enaltecimento de péssimos comportamentos passado às crianças como promotor do problema. De acordo com a Constituição Federal de 1988 documento jurídico mais importante do país, prevê, em seu artigo 227, que é dever da família, da sociedade e do Estado manter as crianças e adolescentes a salvo de toda forma de negligência, discriminação e exploração. Entretanto, tal prorrogativa legal não acontece na prática e tudo isso retarda a resolução do empecilho, já que o enaltecimento de péssimos comportamentos passado às crianças contribui para a perpetuação do quadro deletério.


      Assim, medidas exequíveis são necessárias para conter o avanço da problemática na sociedade brasileira. Dessarte, com o intuito de mitigar o consumismo, necessita-se, urgentemente, que o Tribunal de Contas da União direcione capital que, por intermédio do Ministério das Comunicações juntamente com o Poder Legislativo, será revertido em verbas para a criação e aplicação de leís que coíbam e banam o consumismo causado pelas telenovelas, essas serão monitoradas pela policia federal, e em caso de desrespeito resultará na aplicação de multas. Além disso, urge que o Concelho Tutelar juntamente com a imprensa averique os conteúdos das telenovelas e determine a faixa etária que poderá assistir, somente após esse procedimento a mesma possa ser repassada a população, já com o aviso indicando a idade minima para assistir. Desse modo, atenuar-se-à em médio e longo prazo, o impacto nocivo do consumismo e o péssimo comportamento passado às crianças, e assim a coletividade alcançará a sociedade perfeita de More.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde