use o cupom aprovado21 e ganhe + 21% de desconto extra 21% OFF

Telenovelas brasileiras como influência social

Quem morre no final?

Se voltarmos há alguns anos, iríamos notar um número muito pequeno de residências que possuíam um televisor, sinônimo de luxo na época. Essa estatística, na atualidade, se inverteu : raras são as casas que não contam com o eletrodoméstico. Com o lançamento das primeiras TVs no Brasil, tiveram como atração as telenovelas - modelo que já tinha grande aceitação desde a época das rádio novelas - transmitidas ao vivo. E isso trouxe uma rotina cultural que é mantida do início dos anos 40 até os dias atuais: a hora da novela é sagrada.
Com o passar dos anos, as emissoras perceberam que era possível expressarem suas ideias, mesmo que sutilmente, através de tramas e cenas, influenciando - e por que não ? - alienando telespectadores ante a realidade, construindo opiniões conforme o pensamento da mesma.
Questionável também os padrões de beleza inalcançáveis exibido pelos atores nas cenas, que estimulam jovens e adultos a buscar dietas, exercícios e intervenções visando uma estética parecida com a do ídolo, provocando depressões e inúmeros outros problemas psicológicos, agravados diante da frustração de não conseguir a aparência desejada.
Seria necessário uma fiscalização através de órgão público, mais acentuada nas intenções de propagação ideológicas exibidas pelas telenovelas, não proibindo o uso da liberdade de expressão, mas exigindo uma posição mais neutra das emissoras, optando por divulgar ideias culturais históricas e de cunho familiar, para que assim não tenhamos tantas opiniões fundamentadas em ficção, isolada da realidade.
Seria interessante também, ampliar a abordagem, exigindo uma miscigenação e diversidade nas novelas, retirando aos poucos esse paradoxo de beleza midiática construída ao longo dos anos, que além de impossível, é prejudicial à sociedade. E que as novelas tenham como objetivo o entretenimento, tão somente.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!