O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Surto de Febre Amarela no Brasil

Febre amarela: o vírus do alerta vermelho


Seja silvestre ou urbana, a febre amarela nos deixa sempre em sinal de alerta, não apenas pelo fato de ter a maior taxa de letalidade entre as arboviroses, mas também por estar associada ao desequilíbrio ambiental.


Em 2017, Minas Gerais sofreu um surto de febre amarela, no qual algumas pessoas acometidas pela doença vieram a óbito. Porém o dado mais alarmante relacionado a febre amarela silvestre , se dá pelo fato de que outras espécies de primatas estão morrendo em decorrência da doença.


Não existem registros de casos em áreas urbanas desde 1942, mas com o mosquito Aedes aegypti cada vez mais presente no dia a dia, o medo da população aumenta.


Apesar das inúmeras campanhas de combate ao mosquito, parte da população ainda mantém maus hábitos quando se trata de prevenção. O Aedes aegypti é o único mosquito cpaz de transmitir a doença para os humanos, no entanto não exclui a possibilidade de haver um surto em áreas urbanas, dado que os primatas conhecidos popularmente como micos e macacos-prego são mais comuns nessas áreas.


Como forma de prevenção, a vacina é extremamente eficaz, sendo a maior aliada para a erradicação do vírus. Entretanto, não podemos anular o fato de que o combate ao mosquito é um exercício diário, não somente como forma de prevenção à febre amarela, mas também contra a dengue, zika e chicungunha.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!