O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

O suicídio reflete problemas sociais e encontra-se, atualmente, em ritmo crescente no Brasil e no mundo. Isso ocorre devido à sanidade mental desequilibrada e aos fatores externos na qual a sociedade está inserida.
Observa-se que as doenças psicológicas, tais como a depressão e ansiedade, levam o indivíduo a tomar decisões extremas, quando não tratadas adequadamente, de forma à alterar a sua visão de mundo. Essas patologias, em sua maioria, não são vistas como uma questão de saúde pública e o número de mortes, que poderiam ser evitadas, têm altas taxas e deixam a desejar por uma melhor condição de diagnóstico e tratamento desses pacientes.
Outro fator agravante é o ambiente e a cultura que, segundo Durkheim, são inerentes à sociedade e têm o suicídio como característica. Partindo desse pressuposto, é notável que ultimamente a pressão no dia a dia tem tornado um desencadeador para as pessoas tirarem a própria vida, muitos não suportam passar por determinadas situações e encontram a solução na morte. Além disso, a falta de liberdade de expressão e democracia, principais ideais iluministas, apresentam cidadãos oprimidos e contribuem para o autoextermínio.
Portanto, é necessário que a sociedade civil organizada exija do Estado, por meio de manifestações, a observância da questão suicida no país. Desse modo, cabe ao ministério da Educação a criação de um programa escolar nacional que vise a contemplar a vida, os meios de superação e a busca por auxílio médico, o que deve ocorrer mediante o fornecimento de palestras e peças teatrais que abordem essa temática. Paralelamente, a mídia deve corroborar esse processo por meio da divulgação das notícias que envolvem a temática e por programas de televisão, como as novelas e seriados, que demonstram o cenário da vida de quem passa por isso.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!