O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

Indiscutivelmente, o suicídio na juventude representa um problema de Saúde Pública, haja vista o crescente número de casos. Isso se evidencia não só no preconceito que doenças como depressão sofrem, mas também na reduzida rede de apoio a elas.
De fato, essa problemática é multicausal, porém, é válido lembrar que problemas de ordem mental sofrem, costumeiramente, estigma social, o que corrobora para que a saúde mental seja negligenciada. Assim, quem está em sofrimento mental sente-se, muitas vezes, envergonhado em procurar ajuda, o que representa um importante entrave na busca por tratamento.
Cabe ressaltar a insuficiência dos dispositivos de saúde mental, já que, normalmente, os atendimentos ficam restritos aos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), que ainda são poucos e o contingente de profissionais é reduzido, o que gera lentidão e dificuldade em conseguir atendimentos. Outro fator relevante é a falta de profissionais especializados nessa área que trabalhem nas escolas, nos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), por exemplo.
À luz do exposto, o Governo Federal e a iniciativa privada devem realizar campanhas de conscientização permanentes, em meios de comunicação de amplo alcance, visando a reduzir esse estigma social . Além disso, instituições de ensino devem promover palestras educativas sobre a prevenção do suicídio , além de rodas de conversa e oficinas temáticas, envolvendo também a família dos alunos .O Governo Municipal e Estadual devem ampliar a rede de apoio à saúde mental, assim como realizar concursos, a fim de ampliar o quadro de funcionários. Paralelamente a isso, O Governo por meio do Ministério da Educação deve capacitar professores, coordenadores e demais profissionais que trabalhem diretamente com jovens na prevenção do suicídio.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!