O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

Recentemente foi lançada em uma plataforma da internet o seriado 13 Reasons Why, que aborda o suicídio de uma adolescente contando os motivos que a levou a tirar sua própria vida. Fora das telinhas a realidade não é diferente, sabe-se que o problema é real e que deve ser tratado, pois vem matando milhares de pessoas ao redor do mundo. Segundo estatísticas da OMS o suicídio é a segunda causa que mais mata pessoas entre 15 e 29 anos de idade, justamente a faixa etária da adolescência. É nessa fase onde entra o bullying como um dos causadores dessa fatalidade. É importante evidenciar o papel fundamental que a família e a sociedade tem sobre esses indivíduos que ainda estão em formação.
Muitas pessoas tratam o bullying como uma brincadeira de escola, o que não é verdade. Essa brincadeira trás sérias consequências para os jovens, criando um indivíduo tímido, solitário, introspectivo gerando um isolamento social. O isolamento social faz com que a pessoa procure um refúgio, muitas vezes esse refugio é a internet, um perigo para quem se sente solitário. Foi na internet onde ocorreu o jogo Baleia Azul, um jogo de desafios, cujo objetivo final era o suicídio, esse jogo matou centenas de adolescentes ao redor do mundo, uma verdadeira emboscada pra quem se sente deprimido.
É evidente que a depressão é mais um colaborador para o suicídio. De acordo com a OMS, pelo menos 350 milhões de pessoas sofrem desse mal no mundo, onde 15% chegam até o suicídio. É um caso de saúde pública que não tem a importância que deveria ter. Portanto, é de extrema importância o papel da família sobre seres depressivos, o apoio psicológico e o não abandono, podem evitar a chegada da fatalidade. Entretanto se há desfeita e negação para essas pessoas, a família pode tornar-se o gatilho final para a morte.
Dessa forma, torna-se evidente que medidas são necessárias para resolver o impasse. É necessário que as escolas façam fiscalizações juntamente com a família sobre o comportamento social dos seus filhos. O governo deve utilizar uma parte maior na arrecadação de impostos e investir em ONGs que dão apoio psicológico à esses pessoas e seus familiares. E por fim, o Ministério da Saúde deve realizar campanhas contra o suicídio na televisão, conscientizando a população de que um gesto de solidariedade pode salvar a vida de uma pessoa.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!