O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

Tão antiga quanto a vida, nosso bem mais valioso, a morte é a única certeza absoluta que podemos ter. O que leva alguém a tirar sua própria vida? Segundo Albert Camus esta é a única questão relevante da filosofia. O que faz a vida não valer a pena ser vivida? Brasileiros cada vez mais parecem estar encontrando a resposta, os casos de suicídios vem aumentando exponencialmente.
Segundo pesquisa realizada pela folha de São Paulo, a cada dia 26 pessoas cometem suicídio no Brasil, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a cada 40 segundos uma pessoa se mata ao redor do globo. Ainda segundo a OMS ouve um aumento de 10,4% de 2000 a 2012. Período o qual ouve a intensa expansão da globalização, reforçando a estratificação do diferente, a necessidade de pertencimento e uma padronização estética.
São os jovens e sobretudo mulheres que possuem o maior índice de suicídio no Brasil e no mundo. Em uma sociedade ?padronizada? não é de se surpreender esta constatação, todo jovem anseia pela aceitação social, infelizmente aqueles que não obtém êxito acabam, muitas vezes, recorrendo ao suicídio como forma de ?protesto? ou ?consolo?. Isso, acentua-se mais ainda, em relação ao feminino, com padrões de beleza cada vez mais ?exigentes?, várias jovens atentam contra a própria vida por não conseguir ?obedecer? os tais requisitos.
A questão do suicídio, se relaciona também intimamente com várias patologias mentais, tais como: depressão, ansiedade e esquizofrenia, servindo como último estágio das mesmas, a morte auto infligida (suicídio). Porém ainda existe um grande tabu envolto, doenças mentais e o suicídio são muitas vezes tratados como ?fraquezas?, o que traz as pessoas muitas vezes a sensação de culpa por algo que nem elas mesmos podem controlar.
Segundo a OMS até 90% dos casos podem ser evitados se houvesse ajuda oferecida, porém poucos países tratam o suicídio como questão de saúde pública, embora ocorra mais de 10 mil mortes auto infligidas por ano, o Brasil não se encontra nessa lista. Deve-se então a princípio adotar o suicídio como questão de saúde pública, e criar centrais de apoio, além de apoiar com recursos financeiros projetos já existentes como a CVV (Centro de Valorização da Vida), deve haver também uma parceria do MEC com o Ministério da Saúde, para a criação de projetos e campanhas que visem se inserir nas universidades e escolas, onde se encontra as pessoas mais suscetíveis ao ato.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!