O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

Durante os séculos IV e V a.C, os sofistas buscavam despertar a curiosidade e ânimo dos jovens, muitas vezes, através da retórica. Entretanto, com as mudanças tecnológicas e a globalização o desejo por descobertas foi desaparecendo e as pressões sociais conduziram os adolescentes a um estado de depressão. Diante disso, pressionados por uma sociedade que busca a gloria profissional juntamente com diminuição do contato humano, devido à tecnologia, ocorre-se o suicídio.
Nesse contexto, é importante salientar que o professor da Faculdade de Medicina da USP, Paulo Saldiva, alerta que está cada vez mais difícil à vida. Nesse viés, é importante destacar o aumento da concorrência nas universidades e da criminalidade, além das perspectivas de vida são sonhadas, em contraste com o que realmente se pode obter. Esses fatores provocam no jovem desanimo sobre a vida e as possibilidades de sucesso nela, acarretando no suicídio.
Ademais, há no ambiente urbano uma falta de contato entre os adolescentes, que se privam nas redes sociais e oprimem a convivência humana, como forma de abster as mágoas e angústias da vida apenas para si. À vista disso, está havendo um aumento de suicídio entre os jovens, como demonstra uma pesquisa publicada no site BBC Brasil, que expõem um acréscimo de 10% desse fato nos últimos 12 anos.
Sendo assim, é indispensável à adoção de medidas que assegurem a vida dos jovens e a maior convivência entre eles. Posto isso, a Organização Mundial da saúde aliado a Polícia Federal deveria organizar campanhas que ajudassem os pais a identificarem sintomas de suicídio, através de palestras disponibilizadas nos empregos destes, uma vez por semestre, na intenção de detectar uma possível morte e evita-la. Outrossim, o Governo aliada a Secretaria de Lazer Nacional poderia criar áreas de entretenimento nas cidades, com a criação de parques públicos e campos de futebol, no fito de distrair os jovens das pressões sociais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!