O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

  No mundo contemporâneo, o suicidio entre os jovens no Brasil e no mundo sucede-se
a diversos fatores. Comparação entre si, falta de apoio familiar e até mesmo o precoceito
são uns dos elementos que colaboram à crise atual.
  A desigualdade no mundo é uma grande barreira a ser vencida; ela existe em todos os
países: nações ricas e pobres. Junto com o desiquilíbrio hà uma barreira separando a classe
alta da classe baixa: internet. Com ela os jovens tem a grande mania de se equiparar, esquecendo 
que nem todos tem as mesmas oportunidades. Em um "mundo diferente" se localiza aqueles que influ
enciam, com belas casas, roupas etc (classe alta da sociedade); já no "outro" se reside a juventude classe baixa que, quase sempre esquecem que hà barreiras dividindo o país e se influenciam com um mundo "fake" e se questionam: por que eu não tenho essa vida? Levando a transtornos mentais que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é umas das doenças que mais mata no mundo.
  Em primeiro plano, pontua-se que a Depressão é a principal causa de suicídio no Brasil. Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) indicam que, todos os anos, 800 mil pessoas tiram suas vidas em todo o mundo. A falta de diálogo, achismo e até mesmo crenças familiares imprimem a transtornos mentais. Nos dias atuais, fica claro qual é a doença do século. O transtorno mental é um grande tabu a ser quebrado na contemporaneidade. Tachado como "frescura" "falta de Deus" por muitos familiares, jovens se isolam e vivem na solidão por não terem apoio familiar em um momento tão difícil.
  Após publicar uma foto de sunga em seu Instagram, o ator Thammy Miranda é vitima de trasfobia nas redes socias no ano de 2016. Em segundo plano ressalta-se que, homofobia, bullying e machismo levam ao desastre atual. Ser redicularizado e excluído da sociedade por sua orientação sexual ou até mesmo por seu corpo não se encaixar no padrão imposto pela sociedade, não é pontual. Leva à solidão e timidez causando exaustão mental.
  O "privilégio" do homem aumenta; junto com ele cresce o machismo. Mulheres são julgadas, apontadas, difamadas e gozadas por suas escolhas, escolhas que um homem faz sendo aplaudido no mundo. Dados do Ministério da Saúde mostram que houve um aumento de 50% na taxa de suicídio entre mulheres, de 2009 a 2019. O número aumentou de 1.872 para 2.817. Entre a população masculina, o crescimento foi de 37% no mesmo período. Portanto, que seja implatada palestras de prevenção ao suícidio em todas as escolas pelo Ministério da Educação. Ademais, cabe à Organização Mundial da Saúde (OMS) impor psícólogos em bairros do país afim da classe baixa do país ter acesso a diálogos e terapias gratuitamente; ao modo que, todos reconhecem que a doença é grave, mas tem cura.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!