O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

   Desde a publicação da obra "O Suicídio", do sociólogo Émile Durkheim, o ato de tirar a própria vida sem explicações objetivas tornou-se categorizado como suícidio egoísta. No entanto, a culpabilização integral do suicida naturaliza-se como fortalecimento da negligência negacionista estatal à essa questão de saúde pública, seja pela massificação do jovem, seja pelas mazelas intrínsecas ao sistema terceiro mundista brasileiro.


   Mormente, é inegável que as maiorias regem o funcionamento do Estado. Nesse sentido, constata-se que, de acordo com os ideais de Heidegger, o Governo enxerga os jovens como entes ao invés de seres. Logo, a singularidade é ignorada e a juventude massificada, abrindo margens para que as minorias sintam-se isoladas da sociedade e confraternizando com o fatalismo literal desses adolescentes.


  Outrossim, destaca-se a intensificação da cultura produtiva como agravante do problema. Seguindo essa linha de pensamentom evidencia-se que o amadurecimento pessoal funciona como uma linha de produção, no país, em que os estudantes são coagidos a se transformarem em máquinas de desempenho para alcançar o sucesso nesse país de oportunidades limitadas. Dessa forma, a gestão federal cultiva uma "Sociedade do Cansaço", a qual o filósofo Byung-Chul Han retrata como porta de entrada para transtornos de ansiedade e crises existenciais, capazes de desencadear suicídios.


   É indubitável, portanto, que ainda há entraves para solidificar políticas que garantam a saúde do corpo social. Sob esse contexto, pode se concluir que é indispensável a instituição, pelo Ministério da Saúde, de um aplicativo estatal gratuito, desenvolvido com o auxílio de psicólogos, que introduza um questionário capaz de identificar a perturbação psicológica pela qual o jovem está passando e, assim, disponibilizar as específicas ações a serem tomadas, a fim de garantir informação que não é habitualmente difundida, evitanto possíveis suícidios. Somente assim a displicência governamental será superada e a individualidade do adolescente garantida, constituindo uma organicidade social capaz de enxergar o jovem como ser e desvinculando, finalmente, os conceitos de egoísmo e suicídio.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!