O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

O livro "o suicídio" de Émile Durckeim retrata três tipos de suicídio, entre eles o egoísta, no qual é cometido pela maioria dos adolescentes brasileiros na contemporaneidade. Tal ação possui intervenção de pessoas ao redor como a ausência familiar, deslocamento social e influência escolar. Deste modo, percebe-se que não se trata de uma ação individual, mas social, dito que as causas são coletivas.


É elementar abordar que, os jovens são os principais a cometerem a pratica suicida, muitas vezes por se sentirem deslocados do meio em que vivem. O distanciamento dos familiares dificulta a convivência social e a confiança necessária para dialogar sobre problemas presente na vida dos adolescentes. Sendo assim, a taxa de suicídio acaba aumentando cada vez mais.


Ademais, a escola se torna um cenário favorável para o comportamento suicida. O bullying é encontrado em muitas escolas como um dos principais fatores que levam a autoquiria. Ao serem influenciados pelas criticas alheias e a tentativa de participar do convívio social escolar, os jovens acabam se sobrecarregando, o que os levam a desistir da própria vida. Como foi o caso de Hannah Baker, na série "Thirteen Reasons Why", onde mostra o sofrimento da garota pela influência de seus colegas escolares e que isso a levou a orbito.


Diante do exposto, é necessário que as famílias se aproximem mais dos jovens para ajudá-los no convívio social e se manterem informados de situações indesejadas. Em seguida, a mídia deve fazer campanhas de prevenção ao suicídio e mostrar pontos positivos na vida dos adolescentes. Por fim, a OMS (organização mundial da saúde) juntamente com o Ministério da educação deve identificar fatores de risco nas escolas, prevenindo assim que a autodestruição continue se manifestando. Deste modo, esse problema poderá diminuir.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!