O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Suicídio entre jovens

Segundo Zygmund Bauman, hodiernamente, é vivenciado um período denominado "modernidade líquida" que se caracteriza pela carência de solidez nas relações sociais. Ao analisar o pensamento do sociólogo polonês, essa realidade é observável através do crescente número de suicídio entre jovens no Brasil em que, muitas vezes, são reflexo de tal carência. Sob esse aspecto, convém-nos aprofundar nas principais causas desse grave problema.

É indubitável que os fatores políticos governamentais estão intrinsecamente ligados ao tema. Consoante Aristóteles, a política serve para garantir a felicidade dos seus cidadãos, verifica-se, conquanto, que esse contexto encontra-se deturpado no Brasil tendo em vista que pesquisa do Ministério da Saúde revelou que o suicídio entre os jovens cresceu mais de 40% nos últimos 5 anos. Desse modo, verifica-se, infelizmente, a especial atenção que vem sendo negada em meio a tantas tragédias.

Outrossim, destaca-se o fator social como impulsionador do problema. Uma vez que, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), mais de 11 milhões de brasileiros sofrem de depressão e, lamentavelmente, essa grave doença ainda é estigmatizada na sociedade, visto que, por muitos, é tratada como "frescura" ou "falta de Deus". Tal conjuntura é perigosa pois acaba desestimulando os jovens que sofrem desse mal a buscarem ajuda adequada.

Fazem-se necessárias, portanto, medidas voltadas à resolução desse impasse. Os Ministérios da Educação e Saúde devem, em conjunto, desenvolver ações sociais por meio de palestras e debates realizados nas escolas e veiculados na mídia a fim de promover a importância da atenção aos sintomas da depressão e encaminhar o atingido ao tratamento adequado e, assim, solidificar-se-á uma parte da supradita modernidade liquída.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!